Publicado em Deixe um comentário

Luiz Souza: A linguagem jurídica de gênero neutro

Compartilhar:

Circulam nos meios institucionais textos que ensinam o emprego não androcêntrico da linguagem, distante do sexismo e dos usos que possam reforçar preconceitos de gênero e identidade sexual. Na comunicação cotidiana não é incomum que as pessoas se utilizem de palavras ou expressões cuja origem …


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.