Publicado em Deixe um comentário

Empacotador de supermercado não tem direito a indenização por assalto na loja

Compartilhar:

(00:10​) A Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho rejeitou o recurso de um empacotador de supermercado no processo em que pediu indenização por danos morais em razão de assalto sofrido em maio de 2014. Devido a assaltos anteriores, o empregado pretendia mostrar que a atividade desempenhada por ele era de risco.

(2:22​) Uma monitora de ensino a distância (EAD) da União Norte do Paraná de Ensino (Unopar), de Londrina (PR), não conseguiu enquadramento como professora. A decisão foi tomada pela Quinta Turma do TST. Segundo a Turma as atividades desempenhadas por ela não são suficientes para a equiparação.

(4:50​) Um vigilante de carro-forte, no Rio de Janeiro, vai receber indenização de três bancos para os quais prestava serviços. A decisão é da Oitava Turma do TST. O vigilante trabalhava para os bancos Santander, Itaú e Bradesco.

(6:31​) A Quarta Turma do TST,excluiu da condenação imposta à Trans Accurcio, de Palmas (TO), o pagamento de indenização por dano moral a um motorista que tinha de pernoitar no caminhão durante as viagens de trabalho

O Revista TST é exibido pela TV Justiça às sextas-feiras, às 19h30. O programa é reprisado aos domingos, às 3h; segundas, às 7h; terças, às 20h30; e às quintas, às 22h. Todas as edições também podem ser assistidas pelo canal do TST no Youtube: www.youtube.com/tst​​​.


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.