Publicado em Deixe um comentário

Pronto-Socorro da Lapa recebe 10ª miniusina de oxigênio de São Paulo

Compartilhar:

O prefeito em exercício de São Paulo, Ricardo Nunes, e o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, entregaram nesta terça-feira (11) uma miniusina de oxigênio na zona oeste da cidade. O equipamento, implantado no Pronto-Socorro da Lapa, é o décimo entregue na capital paulista.

Segundo Nunes, o equipamento, com capacidade para atender 20 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), dará um grande ganho de autonomia para várias unidades. A prefeitura pretende instalar, até o final de maio, todas as 19 miniusinas previstas. O período entre o processo de instalação e o início de produção é de aproximadamente três dias.

A usina entregue hoje tem capacidade de produzir 20 metros cúbicos (m³) de oxigênio por hora. O equipamento também poderá ser usado para abastecer cilindros de oxigênio das unidades básicas de saúde  da região.

Contando com todos as 19 miniusinas previstas, a capacidade de produção será de 9 mil m³ do gás por dia, o equivalente a 900 cilindros, volume suficiente para abastecer 596 leitos de enfermaria e 211 de UTI, segundo estimativa da prefeitura.

Seis unidades já estão em funcionamento no Hospital Municipal Capela do Socorro, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Jabaquara e nos hospitais dia M'Boi Mirim II, Flávio Gianotti e Tito Lopes e no Hospital Sorocabano. Mais três usinas estão em processo de instalação nos hospitais dia Campo Limpo, M'Boi Mirim I e no da Cidade Ademar.

As demais unidades serão entregues no Hospital Dia São Mateus, na Assistência Médica Ambulatorial José Pires, nos hospitais dia Mooca, Butantã, Vila Guilherme, Brasilândia e Sapopemba, na UPA Vila Mariana e no Pronto-Socorro da Lapa, que receberá mais uma unidade, além da que foi entregue hoje.


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.