Publicado em Deixe um comentário

Marcelo Aith: Como ficam os prefeitos eleitos sub judice

Compartilhar:

Nas eleições do último dia 15, grande parte dos municípios do Brasil definiu seus futuros prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, mas em alguns deles os eleitos estão a enfrentar batalhas judiciais para a confirmação das respectivas candidaturas, com o afastamento de eventuais inelegibilidades. …


Publicado em Deixe um comentário

RJ tem sete candidatos que venceram 1º turno e estão sub júdice

Compartilhar:

Sete candidatos a prefeito do Rio de Janeiro venceram o primeiro turno das eleições realizadas ontem (16), mas ainda não foram declarados eleitos porque suas candidaturas estão sub judice, aguardando decisão na Justiça Eleitoral. Esses municípios terão, portanto, que esperar decisões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para conhecer seus novos prefeitos.

Um desses municípios é Duque de Caxias, na região metropolitana do Rio, onde Washington Reis (MDB) ficou em primeiro lugar e ganharia em 1º turno, se não estivesse com a candidatura sub judice.

Outros vencedores do 1º turno que ainda não podem se considerar eleitos são Christiane Cordeiro, do PP (Carapebus); Renato Cozzolino, do PP (Magé); Dayse Onofre, do PL (Paraíba do Sul); Jaime Figueiredo, do PROS (Silva Jardim); Dr. Silvestre, do PP (Varre-Sai); e Neto, do DEM (Volta Redonda).

Em Campos dos Goytacazes, haverá segundo turno, mas um dos candidatos também está sub judice: Wladimir Garotinho (PSD). Se ele tiver candidatura aprovada pela Justiça concorrerá com Caio Vianna (PDT).

Segundo turno

Além de Campos, quatro municípios decidirão suas eleições em segundo turno. Uma delas é a capital, que terá uma disputa entre Eduardo Paes (DEM) e Marcelo Crivella (Republicanos). Em Petrópolis, a disputa será entre Rubens Bomtempo (PSB) e Bernardo Rossi (PL). Em São Gonçalo, disputarão Dimas Gadelha (PT) e Capitão Nelson (Avante). Já em São João de Meriti, o 2º turno será entre Dr. João (DEM) e Leo Vieira (PSC).

Portanto, 80 dos 92 municípios já conhecem seus futuros prefeitos, que assumirão em janeiro de 2021. O PSC foi quem conquistou mais prefeituras nas eleições deste ano, até o momento: 11.

Solidariedade e PL venceram, cada um, em nove municípios. Em seguida aparecem, PP (oito), DEM (sete), MDB (seis), PSD e Republicanos (cinco, cada um), PDT e Cidadania (quatro, cada um) e PTB (três).

O Podemos conquistou duas prefeituras. Sete partidos conseguiram eleger um prefeito: Rede, PSDB, PMB, PT, PROS, PV e Avante.