Publicado em Deixe um comentário

PF investiga grupo que fraudava auxílio emergencial a partir de Manaus

Compartilhar:

A Polícia Federal deflagrou uma nova operação para investigar supostas fraudes praticadas contra o auxílio emergencial. Nessa frente, a Operação Sevandija apura suspeitos que teriam atuado em Manaus, onde cumpre quatro mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara Criminal da Justiça Federal do Amazonas.

De acordo com os investigadores, os criminosos desviavam valores que seriam destinados a pessoas cadastradas para receber o auxílio emergencial.

“A Polícia Federal constatou que o golpe é aplicado em âmbito nacional, mediante cadastro (via aplicativo CAIXA Tem ou site) em nome de terceiros. Com a disposição dos valores nas respectivas contas sociais fraudadas, os membros da organização realizam pagamentos, por meio de boletos, bem como realizam transferências bancárias fraudulentas, a fim de receberem os recursos desviados”, informou a PF.

Durante o cumprimento dos mandados, um dos investigados foi preso em flagrante por tráfico de entorpecentes, uma vez que havia com ele “grande quantidade de substância com características similares à maconha”.

Segundo a PF, os indiciados poderão responder pelos crimes de pertencimento a organização criminosa e furto qualificado mediante fraude. Caso sejam condenados, poderão cumprir pena de até 16 anos de reclusão.

Operação Checker

No Paraná, a Polícia Federal deflagrou a Operação Checker, para desmantelar uma organização criminosa que também fraudava o auxílio emergencial. Dois mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão são cumpridos no município paranaense de Umuarama.

Os suspeitos teriam usado programas de computador que, por meio de algoritmos, geram números do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e softwares chamados checkers, que indicavam titulares aptos a receber o Auxílio Emergencial.

“Os saques eram realizados diretamente no caixa eletrônico, na agência bancária, ou então, quando em valores maiores, por meio de transferência através do sistema PIX”, informa a PF.


Publicado em Deixe um comentário

Manaus começa a vacinar pessoas a partir de 55 anos, com comorbidades

Compartilhar:

A Prefeitura de Manaus começou, hoje (29), a vacinar pessoas de 55 a 59 anos de idade com cardiopatias, diabetes mellitus e obesidade mórbida. Para evitar aglomerações, as pessoas já cadastradas devem consultar na página do sistema Imuniza Manaus, na internet, o local, dia e horário em que serão imunizadas.

Hoje, estão sendo imunizadas pessoas de 59 anos. As de 58 anos serão vacinados amanhã (30); de 57, na quarta-feira (31); de 56, na quinta-feira (1º de abril) e as de 55, no sábado (3 de abril).

Segundo a prefeitura, cerca de 30 mil pessoas com 55 a 59 anos que vivem em Manaus têm diabetes, obesidade mórbida ou algum tipo de cardiopatia. Até a manhã do último sábado (27), pouco mais de 8 mil delas já tinham se cadastrado para receber a primeira dose da vacina – o sistema Imuniza Manaus está disponível desde a manhã da última quinta-feira (25), e, no geral, recebeu mais de 111 mil inscrições até a tarde de ontem (28).

Para receber a vacina, o cidadão deve apresentar, obrigatoriamente, laudo médico (original e cópia), documento de identificação original, com foto, e CPF. Diabéticos que não tenham laudo médico devem apresentar receita em papel timbrado oficial (do SUS ou de estabelecimento particular de saúde). A prefeitura informou que, até ontem, dispunha de 23.517 doses de vacinas, e aguardava receber mais da secretaria estadual de Saúde.

Sete postos de vacinação estão funcionando diariamente, das 9h às 16h. São eles:

Zona Norte

Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola

Rua Gandu, 119 – Cidade Nova

Zona Sul

Centro Cultural dos Povos da Amazônia

Avenida Silves, 2222- Crespo

Universidade Paulista (Unip)

Avenida Mário Ypiranga, 3490 – Parque Dez de Novembro

Universidade Nilton Lins

Av. Professor Nilton Lins, 3259, Flores

Zona Leste

Clube do Trabalhador do SESI

Avenida Cosme Ferreira, 7.399 – São José I

Zona Oeste

Balneário do Sesc

Avenida Constantinopla, 288 – Alvorada

Centro de Convenções de Manaus (Sambódromo)

Rua Ipanema, 550, Alvorada


Publicado em Deixe um comentário

Variante de Manaus atinge 64% dos infectados na capital paulista

Compartilhar:

A variante de Manaus do novo coronavírus, conhecida por P1, é a principal em circulação na capital paulista, de acordo com amostras coletadas para um estudo realizado pela Prefeitura de São Paulo e pelo Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (USP).

De 73 amostras colhidas de pessoas infectadas no município, 64,4% eram da variante de Manaus, ou seja, 47 pacientes testaram positivo para a variante P1. As amostras testadas com a P1 eram de diferentes partes da cidade: zona norte (10), zonas leste e sudeste (9 confirmações em cada uma), zona oeste (8) e centro (7). Cinco amostras, representando um percentual de 6,8%, demonstraram infecção pela variante do Reino Unido, a B.1.1.7. Do total das amostras, 71,2%  revelaram essas duas novas linhagens do vírus.

A diretora da Divisão de Vigilância Epidemiológica do município, Selma Anequini Costa, disse que, independentemente da variante que está circulando, é importante que a população siga as medidas que evitam a contaminação pela covid-19: o distanciamento social, o uso correto de máscara e a higiene de mãos. 

“A forma de transmissão é a mesma, mas não sabemos como se comportam essas variantes em termos de capacidade de transmissão, então precisamos tomar muito mais cuidado agora. E [não sabemos] quantas outras [variantes] poderão vir se a gente não interromper essa transmissão e não cuidar. Então está na mão da população nos ajudar também para que a gente consiga diminuir esse número de casos”, disse Selma.

Ela reforçou que a circulação da variante P1 ela está em todo o município de São Paulo, em todas as regiões, e que as ações estão sendo aprimoradas a partir de estudos como este. “Importante manter esses estudos na cidade para a gente enxergar o que está acontecendo e acompanhar com as decisões em tempo oportuno.”


Publicado em Deixe um comentário

Copa do Brasil: Santa Cruz e Manaus goleiam em sexta-feira fluminense

Compartilhar:

A sexta-feira (26) de partidas em território fluminense pela Copa do Brasil (mesmo sem times do Rio de Janeiro envolvidos) teve início com as classificações de Santa Cruz e Manaus à segunda fase da competição nacional. Em Mesquita (RJ), o Santa Cruz atropelou o Ypiranga-AP por 4 a 0. Em Nova Iguaçu (RJ), o Manaus goleou o Jaraguá-GO por 4 a 1.

Os duelos estavam marcados, respectivamente, para os estádios Zerão, em Macapá, e Amintas de Freitas, em Jaraguá (GO), mas os locais precisaram ser alterados por causa das restrições para partidas de futebol nos estados do Amapá e de Goiás. Antes de ir para Mesquita, o embate entre Ypiranga e Santa Cruz foi levado para o estádio Antônio Accioly, em Goiânia, mas teve de mudar novamente, após o veto a jogos em território goiano. O confronto envolvendo Jaraguá e Manaus esteve agendado para o estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), até ser suspenso pela prefeitura, o que forçou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a transferir a peleja para Nova Iguaçu.

Os jogos tiveram atacantes como protagonistas. No estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, o destaque foi Pipico. Aos 32 minutos do primeiro tempo, o camisa 9 aproveitou cruzamento rasteiro do zagueiro Ítalo, improvisado na lateral direita, e abriu o placar para o Santa Cruz diante do Ypiranga. Aos 43, ele deixou o lateral-esquerdo Alan Cardoso livre para ampliar. Na segunda etapa, Pipico marcou o terceiro em chute cruzado, aos 24 minutos. Por fim, aos 30, foi dele o passe para o meia Chiquinho fechar a goleada tricolor.

No estádio Jânio Moraes, em Nova Iguaçu, quem brilhou foi Vanilson. O atacante inaugurou o marcador para o Manaus contra o Jaraguá aos dez minutos do primeiro tempo, após tabelar com o meia Gabriel Davis. Os goianos igualaram aos 24, em chute do atacante João Paulo, da entrada da área. Dez minutos depois, Vanílson apareceu de novo, completando um cruzamento pela direita do atacante Philip. O triplete do camisa 26 saiu aos 27 da etapa final. Ele ainda deixou o volante Guilherme Amorim na cara do gol para fazer o quarto dos amazonenses, aos 39 minutos.

As classificações asseguraram ao Santa Cruz e ao Manaus uma premiação de R$ 675 mil. Só pela participação, os dois clubes já tinham entrado em campo com outros R$ 560 mil no bolso. Na segunda fase, o Tricolor terá pela frente o Cianorte-PR, fora de casa. O Gavião do Norte, por sua vez, medirá forças com o Bahia, também como visitante. Os confrontos ainda serão marcados pela CBF.


Publicado em Deixe um comentário

Covid-19: Manaus inicia hoje vacinação de idosos de 60 a 64 anos

Compartilhar:

A prefeitura de Manaus inicia hoje (10) a vacinação escalonada contra a covid-19 de pessoas do grupo prioritário de 60 a 64 anos. Segundo critérios definidos conjuntamente pelas secretarias de Saúde do município e do estado e pela Fundação de Vigilância em Saúde, essa nova etapa da campanha de imunização será realizada por ordem decrescente de idade, começando pelas pessoas com comorbidade [alguma doença em conjunto com outra].

“Considerando que Manaus ainda não dispõe de doses para atender 100% da população estimada para este grupo, que é de 67.694 pessoas, a vacinação será feita até o limite de doses disponíveis”, informou a prefeitura.

Acrescentou que até ontem (9), 206,5 mil pessoas foram vacinadas contra a covid-19 em Manaus, das quais 163,5 mil com a primeira dose e 43,3 mil com a segunda.

Pelo cronograma, nesta quarta-feira serão vacinadas, com prioridade, as pessoas de 64 anos, portadoras de comorbidades, e na quinta-feira (11), a população geral de 64 anos completos. Na sexta-feira (12), será a vez dos idosos de 63 anos com comorbidades, e no sábado (13), dos demais da mesma idade.

Resultados

Já a segunda e terça-feira (dias 15 e 16)  da próxima semana,  serão destinadas ao atendimento das pessoas de 63 e 64 anos que não puderam comparecer aos postos de vacinação de quarta-feira a sábado e para avaliação dos resultados alcançados.

Para ser vacinado, o idoso precisa apresentar documento de identificação original com foto e CPF (Cadastro de Pessoas Físicas). As comorbidades consideradas para prioridade na imunização, incluem, conforme definido pelo Ministério da Saúde, anemia falciforme, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, doença renal, diabetes mellitus (com dependência de insulina), doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), hipertensão de difícil controle com complicações/lesão de órgão alvo, obesidade grave (IMC > 40) e síndrome de Down.

Pacientes oncológicos e pessoas que tenham feito transplante de órgãos também são prioritárias. Essas condições de saúde devem ser comprovadas com a apresentação de receita ou laudo médico.

A prefeitura informou, ainda, que os locais de vacinação são os mesmos das etapas anteriores: Complexo de Treinamento de Direção Veicular do Detran e Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, na zona Norte; Centro Cultural dos Povos da Amazônia e Estacionamento da Universidade Paulista (Unip), na zona Sul; Clube do Trabalhador do Sesi, na zona Leste; e Balneário do Sesc e Centro de Convenções de Manaus (sambódromo). Os postos funcionam das 9h às 16h.

“Além do grupo de 60 a 64 anos, a prefeitura segue vacinando os remanescentes de grupos anteriores: idosos de 65 anos ou mais (primeira dose) e trabalhadores da saúde (primeira e segunda doses)”, explicou a prefeitura.


Publicado em Deixe um comentário

Covid-19: São Paulo confirma 38 casos da variante de Manaus

Compartilhar:

O secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, informou hoje (5) que há 38 casos confirmados da variante P.1 do novo coronavírus em todo o estado de São Paulo. São casos autóctones, ou seja, não são importados, têm transmissão local. Essa variante, que surgiu em Manaus, pode ser mais transmissível e responsável pelo aumento descontrolado no número de novos casos de covid-19.

Segundo o secretário, um caso foi registrado na capital paulista, dez na cidade de Jaú, 12 em Araraquara, três em Lins, um em Pederneiras, quatro em Lençóis Paulista, dois em São José dos Campos, três em Bauru, um em Bocaína e um em Dois Córregos.

Além disso, o estado tem seis casos confirmados da variante do Reino Unido – cinco na capital paulista e um em Guarulhos. “São cepas já autóctones, ou seja, elas estão circulando na nossa população, e é exatamente por isso a velocidade de contaminação de uma pessoa para outra”, disse Gorinchteyn.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (5), o secretário destacou que, a cada dois minutos, três pessoas são internadas no estado por causa do novo coronavírus. A situação atual da pandemia no estado de São Paulo alertou ele, é de guerra, mas diferente da que se costuma ver nos filmes.

“Estamos em guerra. Diferente das guerras que costumamos ver nos filmes, que nossas gerações não viveram, com tiros e bombas e mortos espalhados pelas ruas, nós temos isso nos hospitais. Essa realidade é vista por quem está na linha de frente, por aqueles que estão esperando para saber o que fazer na sua escolha de quem vai viver ou morrer; naqueles parentes que, sem poder visitar, do lado de fora, choram aguardando notícias – e muitos têm a triste notícia da perda dos seus familiares”, disse o secretário.

“Estamos na maior crise pandêmica do nosso país, com o maior número de mortos por dia. Isso é inadmissível. Temos que conter essa velocidade de expansão da pandemia”, advertiu Gorinchteyn.

Nesta semana, o estado de São Paulo bateu recordes do número de mortos registrados em um dia e também de pacientes internados em unidades de terapia intensiva (UTIs). A ocupação de leitos de UTI, que estava em 68% na semana passada, já está em 77% hoje.

Por causa disso, o governo paulista colocou todo o estado na Fase 1 – Vermelha do Plano São Paulo a partir de amanhã (6). Nessa fase, somente serviços considerados essenciais podem funcionar. A medida vale por 14 dias.


Publicado em Deixe um comentário

Covid-19: cepas do Reino Unido e Manaus circulam no Rio

Compartilhar:

As secretarias estadual e municipal de Saúde do Rio de Janeiro confirmaram, por meio de nota divulgada hoje (19), que as novas variantes do coronavírus (que causa a covid-19) do Reino Unido e de Manaus, estão circulando na cidade do Rio de Janeiro. É provável também que estejam circulando em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

A constatação foi feita com base em um estudo desenvolvido com uma pessoa contaminada pela variante do Reino Unido (VOC 202012/01, linhagem B.1.1.7) e quatro contaminadas com a cepa de Manaus (VOC P.1, linhagem B.1.1.28).

A Subsecretaria Estadual de Vigilância em Saúde alerta ainda para a possibilidade de as variantes já estarem em outros municípios, devido à alta circulação entre pessoas na região metropolitana do Rio.

Dos quatro casos registrados com a variante de Manaus, dois são moradores da capital e estão recuperados. Um é um paciente transferido de Manaus que permanece internado no Hospital Federal do Servidor. O quarto é um morador de Belford Roxo, que ficou internado em Nova Iguaçu, foi transferido para o Rio e depois morreu.

Mutação do vírus

“Não é possível afirmar que o paciente teve agravamento do caso devido à mutação do vírus, já que ele foi internado em função de cirrose hepática e problemas renais. A análise do período de internação em Nova Iguaçu e posterior transferência para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio, está em fase de conclusão”, informa a nota divulgada hoje.

O paciente contaminado com a cepa do Reino Unido é morador da cidade do Rio e já está recuperado.

Os moradores do Grande Rio contaminados com as novas cepas não viajaram recentemente, nem tiveram contato com pessoas que foram para locais onde já havia circulação dessas variantes.


Publicado em Deixe um comentário

Remo e Manaus se reencontram por vaga na decisão da Copa Verde

Compartilhar:

Cinco dias após empatarem por 1 a 1 na Arena da Amazônia, Remo e Manaus se reencontram nesta quinta-feira (18), às 16h (horário de Brasília), no Mangueirão, para a partida de volta do confronto pelas semifinais da edição 2020 da Copa Verde. O duelo, em Belém, será transmitido ao vivo pela TV Brasil. Em caso de nova igualdade, a decisão será nos pênaltis.

Promovido à Série B do Campeonato Brasileiro de 2021, o Leão Azul pode chegar pela segunda vez à final do torneio regional. Em 2016, a equipe paraense foi superada pelo Cuiabá. Já o Gavião do Norte pode ser o primeiro clube amazonense a decidir a Copa Verde. Em 2018, os manauaras também alcançaram a semifinal e caíram para o Paysandu.

É a quarta vez que as equipes se enfrentaram pela temporada 2020. Os dois primeiros jogos foram pelo Grupo A da Série C. Em 27 de setembro do ano passado, no Mangueirão, o Remo venceu por 1 a 0, na estreia do técnico Paulo Bonamigo (que segue no comando). Dois meses depois, os paraenses voltaram a ganhar, desta vez na Arena da Amazônia, por 2 a 0. O resultado classificou os azulinos à segunda fase do Brasileiro e deixou o Gavião sem chances de brigar pelo acesso inédito à Série B.

Em relação ao primeiro jogo da semifinal, o Remo terá a volta do zagueiro Fredson, que perdeu as últimas duas partidas por conta de dores no joelho direito e deve reassumir a posição de titular ao lado de Rafael Jansen. No Manaus, o técnico Luizinho Vieira não terá o zagueiro Thiago Spice, expulso no empate em casa, e o atacante Jackie Chan, que trata uma lesão na posterior da coxa direita que já o tinha deixado fora do duelo na Arena da Amazônia.

A expectativa é que os técnicos mantenham a base do jogo anterior. O Remo deve atuar com: Vinícius; Wellington Silva, Fredson, Rafael Jansen e Marlon; Pingo, Lucas Siqueira, Felipe Gedoz e Hélio; Wallace e Augusto. Já o Manaus deve ter: Rafael; Edvan, Luís Fernando, Ramon e Tiago Costa; Márcio Passos, Vinícius Barba e Gabriel Davis; Erivelton, Diego Rosa e Douglas Lima.

Outra decisão

Também nesta quinta, mas às 15h45, Brasiliense e Vila Nova fazem no estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga (DF), o segundo jogo do confronto válido pela outra semifinal da Copa Verde. O Jacaré venceu a partida de ida, no último domingo (14), por 2 a 0, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia. O clube distrital avança em caso de empate ou até de derrota por um gol de diferença. A gravação do duelo será exibida na sexta-feira (18), a partir das 15h25, na TV Brasil.

Veja a tabela da Copa Verde.


Publicado em Deixe um comentário

Variante de Manaus do coronavírus é encontrada na cidade de São Paulo

Compartilhar:

A cidade de São Paulo registra um paciente infectado com a variante de Manaus do coronavírus, que tem maior transmissibilidade. Morador da capital paulista, ele não esteve no Amazonas, apresentou apenas sintomas leves de síndrome gripal e não necessitou de internação.

Segundo a prefeitura, desde o final do mês de janeiro, o Hospital Municipal Dr. José Soares Hungria, em Pirituba, zona oeste da capital, vem sendo destinado ao tratamento da nova variante. No local, foram reservados 10 leitos totalmente isolados.


Publicado em Deixe um comentário

Copa Verde: Remo arranca empate com Manaus em 1º duelo das semifinais

Compartilhar:

O Manaus vencia o primeiro duelo da semifinal da Copa Verde, quando o Remo deixou tudo igual aos 43 minutos do segundo tempo na Arena Amazônia, no início da noite deste sábado (13). O empate em 1 a 1 deixou em aberto a decisão da vaga à final da edição 2020 da Copa Verde. O duelo será reprisado amanhã (14), às 11h, na TV Brasil. O segundo e último embate da semifinal será na próxima quinta-feira (18), às 16h (horário de Brasília), no estádio Mangueirão, em Belém.

Neste domingo (14), às 16h, ocorre a outra semifinal, entre Vila Nova e Brasiliense, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, também conhecido como OBA, em Goiânia, com transmissão ao vivo na TV Brasil.

No primeiro tempo, bastaram seis minutos de bola rolando para o Manaus FC abrir o placar, após tabelinha de Gabriel Dias com Erivelton, que cruzou para Diego Rosa. Mesmo caído, ele mandou para o fundo da rede. Após sofrer o gol, o Remo foi pra cima do Gavião do Norte, e teve várias oportunidades de igualar o placar.  Lucas Siqueira quase marcou de cabeça aos 11 minutos.  Na sequência, Wallace recebeu a bola na área, girou e bateu de esquerda, A passou rente à trave direita do goleiro manauara Rafael Pitanga. 

Na volta do intervalo, com menos de dois minutos, Felipe Gedois cobrou falta e por pouco não ampliou, mas Keven do Remo desviou de cabeça para fora. Aos nove minutos, o time da casa ficou com um a menos, após expulsão do zaqueiro Spice, em entrada violenta em cima de Hélio. Com um a menos, o Manaus se fechou na defesa, dificultando a criação de jogadas do adersário. O Remo não se deu por vencido: teve mais domínio de bola na segunda etapa e, de tanto insistir, arrancou o empate nos minutos finais, com gol de Wellintons Silva, o primeiro dele com a camisa do Leão paraense.