Publicado em Deixe um comentário

Morre Rildo, ex-lateral do Santos e da seleção, aos 79 anos

Compartilhar:

O ex-lateral Rido, do Santos, faleceu na noite de ontem (16), em Los Angeles, na Califórnia (Estados Unidos), aos 79 anos. Na manhã de hoje (17), o Peixe lamentou a perda do ídolo em uma publicação no Twiter. O clube decretou luto oficial de  sete dias. 

Rildo foi contemporâneo de Pelé, Coutinho e Clodoaldo no Peixe, time que defendeu entre 1967 a 1972: conquistou o tricampeonato paulista (1967/68/69) e em 1968 faturou a  Supercopa-Sul Americana, a Recopa Intercontinental e o Torneio Gomes Pedrosa. O jogador começou a carreira no Íbis, de Pernamubo, em 1959. Também teve passagens pelo Sport e Botafogo.

O lateral-esquerdo também atuou na seleção brasileira na Copa da Inglaterra de 1966.  Foi convocado diversas vezes entre 1963 e 1969, e chegou a disputar a posição com Nilton Santos (Botafogo). 


Publicado em Deixe um comentário

Covid-19: morre Salézio Kindermann, presidente do Avaí/Kindermann

Compartilhar:

O fundador e presidente do Avaí/Kindermann, Salézio Kindermann, faleceu na noite de sábado (15) por sequelas do novo coronavírus (covid-19). O dirigente passou 37 dias internado na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Maicé, de Caçador (SC). Segundo a assessoria de imprensa do clube catarinense, que atua na Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino, o velório deste domingo (16) é restrito aos familiares.

 Salézio tinha 77 anos e testou positivo para covid-19 em 5 de abril. Três dias depois, foi internado e intubado em estado gravíssimo. O dirigente apresentou melhora, sendo retirado dos aparelhos e transferido para uma UTI voltada a pacientes sem o vírus. No último dia 12, porém, uma parada cardiorrespiratória agravou o quadro. Em março, ele havia tomado a primeira dose da vacina contra a covid-19.

Nas redes sociais, perfis oficiais de clubes que disputam o Brasileiro Feminino publicaram mensagens de pesar pela morte de Salézio, que também era gestor do Napoli, outro time de Caçador que disputa a Série A1. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) apontou como “grande incentivador do futebol feminino” e definiu um minuto de silêncio antes das partidas deste domingo, nas duas divisões nacionais.

Salézio fundou o Kindermann em 1975. Até o início dos anos 2000, o foco do clube de Caçador era o futebol masculino. As atenções mudaram para o feminino em 2004, primeiro no futsal, depois no campo. Em 2014, a equipe foi vice-campeã brasileira nos gramados, conquistando a Copa do Brasil no ano seguinte, firmando-se como potência na modalidade.

A agremiação passou a ter o Avaí como parceiro em 2019. Um ano depois, foi novamente vice-campeã brasileira. Em 2021, disputou pela primeira vez a Libertadores Feminina (de 2020) e já tem vaga assegurada na edição referente à atual temporada. Jogadoras que integraram a seleção nas últimas convocações, como a lateral Camilinha e as meias Andressinha e Júlia Bianchi, estão entre as revelações do Kindermann. As atletas lamentaram o falecimento de Salézio em publicações no Instagram.

“Se tudo que sou e que tenho é graças ao futebol, então é graças ao senhor. Obrigada por abrir as portas de seu clube e me dar uma oportunidade lá em 2011, onde tudo começou”, escreveu Júlia, que defendia o Avaí/Kindermann até o ano passado e atualmente veste a camisa do Palmeiras.


Publicado em Deixe um comentário

Morre o prefeito de São Paulo, Bruno Covas

Compartilhar:

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, morreu às 8h20 deste domingo (16), em decorrência do câncer da transição esôfago-gástrica e complicações do tratamento. O velório será fechado, com a presença apenas para a família, mas haverá também uma cerimônia na prefeitura.

Licenciado do cargo no início deste mês, Bruno Covas estava em tratamento no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista.

Filho de Pedro Lopes e Renata Covas Lopes e pai do jovem Tomás Covas, Bruno nasceu em Santos, no litoral paulista, no dia 7 de abril de 1980, e foi advogado, economista e político brasileiro.

Mudou-se para a capital paulista em 1995 e, dois anos depois, filiou-se ao PSDB, seguindo os passos do avô, o ex-governador Mário Covas (1930-2001), sua grande inspiração e influência política . No partido, chegou a ser presidente estadual e nacional da Juventude do PSDB e ocupou cargos na Executiva Estadual.

Sua carreira na política começou em 2004, quando se candidatou a vice-prefeito de sua cidade natal. Dois anos depois, foi eleito deputado estadual na Assembleia Legislativa de São Paulo e reeleito para o mesmo cargo e m 2010, com mais de 239 mil votos, sendo o mais votado d aquele ano.

No ano seguinte, assumiu a Secretaria Estadual do Meio Ambiente no governo de Geraldo Alckmin, permanecendo no cargo até 2014, quando foi eleito deputado federal para o mandato 2015-2019.


Publicado em Deixe um comentário

Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos

Compartilhar:

Aos 87 anos, morreu na noite deste sábado (15), em São Paulo, a atriz Eva Wilma. Internada desde 15 de abril no Hospital Albert Einstein para tratamento de problemas cardíacos e renais, em maio, a atriz teve descoberto um câncer de ovário.

“Comunicamos que a atriz Eva Wilma acaba de falecer às 22h08 no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, em função de um câncer de ovário disseminado, levando a insuficiência respiratória”, diz nota oficial sobre o falecimento da atriz.

Um dos principais nomes da dramaturgia brasileira, Eva Wilma foi bailarina clássica na juventude e teve passagens marcantes no teatro, no cinema e na televisão.

Eva Wilma foi casada com os atores John Herbert e Carlos Zara, já falecidos, e deixou dois filhos, Vivien Buckup e John Herbert Buckup Jr e cinco netos.

 


Publicado em Deixe um comentário

Morre, aos 66 anos, Jorge Picciani, ex-presidente da Assembleia do Rio

Compartilhar:

Jorge Picciani, ex-deputado estadual do Rio de Janeiro, morreu (14) hoje. Ele tratava de um câncer no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, e tinha 66 anos. O falecimento foi confirmado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), que  divulgou nota lamentando a perda e informou que irá decretar luto de três dias.

“A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro lamenta profundamente a morte do ex-deputado e ex-presidente da Casa, Jorge Picciani. A Casa foi informada oficialmente do falecimento no início da manhã de hoje pela família de Picciani, que presidiu a Alerj por três mandatos. O presidente da Casa, André Ceciliano, ofereceu as instalações do Salão Getúlio Vargas para o velório, que deve acontecer no início da noite desta sexta-feira”, diz nota da Assembleia Legislativa.

Carreira política

O pecuarista Jorge Sayed Picciani foi eleito pela primeira vez para a Assembleia Legislativa (Alerj) em 1990, sendo  reeleito quatro vezes, presidindo a instituição de 2003 a 2010. Em 2010, concorreu ao Senado, mas não foi eleito, voltando para a Alerj na eleição de 2014 e também à presidência da Assembleia Legislativa. Filiado ao então PMDB desde 1995, foi presidente estadual da legenda.

Em novembro de 2017, Picciani foi preso na Operação Cadeia Velha, acusado de participar de um esquema de propina no setor de transportes do estado, e novamente em novembro de 2018 na Operação Furna da Onça, acusado de participar de esquemas de corrupção do ex-governador Sérgio Cabral.

Jorge Picciani deixa a esposa, Hortência, e cinco filhos. Entre eles, os também políticos Leonardo Picciani, que foi deputado federal e ministro do Esporte de Michel Temer, e Rafael Picciani, que exerceu mandatos de deputado estadual, tendo sido secretário de Transportes da prefeitura do Rio de Janeiro e de Habitação do Estado.

 


Publicado em Deixe um comentário

Morre Very Well, funcionário do Planalto que acompanhou 13 presidentes

Compartilhar:

Morreu na quarta-feira (12), por insuficiência cardíaca, o ex-funcionário do Palácio do Planalto José Henrique Nazareth, mais conhecido como “Very Well” (muito bem, em inglês). Com 51 anos de serviços prestados na sede do Poder Executivo federal, Very Well conviveu de perto com 13 presidentes da República e se aposentou em 2013. 

Muito querido entre os jornalistas que cobriam a Presidência, Very Well passou grande parte de sua carreira como assistente no Comitê de Imprensa do Planalto e, na sua despedida, os repórteres chegaram a fazer uma confraternização. O apelido de Very Well pegou porque ele próprio gostava de apelidar os colegas com nomes em inglês. 

Very Well, que tinha 86 anos, estava internado em uma unidade de terapia intensiva (UTI) de Brasília, em decorrência de um infarto, desde o fim de semana. Ele deixa a esposa, Miriam de Faro, filhos e netos.

Verry Well trabalhou por 51 anos como contínuo no Palácio do Planalto Verry Well trabalhou por 51 anos como contínuo no Palácio do Planalto

Verry Well trabalhou por 51 anos como contínuo no Palácio do Planalto – Reprodução/TV Brasil


Publicado em Deixe um comentário

Ator Paulo Gustavo morre de covid-19

Compartilhar:

O ator Paulo Gustavo, de 42 anos, morreu hoje (4) vítima de complicações causadas pela covid-19. Ele estava internado desde 13 de março no Hospital Copa Star, em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

O estado de saúde piorou desde domingo (2). Na tarde desta terça-feira, a família do ator divulgou uma nota classificando o quadro clínico do ator como “irreversível”. A informação foi divulgada na conta oficial do Twiter do comediante. Segundo a nota, desde o último domingo o quadro do ator vinha se deteriorando.

“Internado desde 13 de março, no Rio de Janeiro, com quadro de covid-19, Paulo Gustavo permanece  no Serviço de Terapia Intensiva. A equipe médica acaba de emitir, novo boletim: Após a constatação da embolia gasosa disseminada ocorrida no último domingo, em decorrência de fístula brônquio-venosa, o estado de saúde do paciente vem deteriorando de forma importante. Apesar da irreversibilidade do quadro, o paciente ainda se encontra com sinais vitais presentes.”

Na mesma nota, a família do ator agradece o carinho dos fãs e admiradores e pede orações a Paulo Gustavo e às demais pessoas acometidas pela covid-19. 

Na noite desta terça-feira, foi confirmada a morte de Paulo Gustavo.

Carreira

Paulo Gustavo nasceu em Niterói, no Rio de Janeiro, e iniciou a carreira em 2006, quando foi indicado ao prêmio Shell no ano de estreia de Minha Mãe é uma Peça, comédia que montou para o teatro e que o consagrou nacionalmente quando foi adaptada para o cinema. 

Na personagem Dona Hermínia, Paulo Gustavo homenageou sua própria mãe, Dea Lúcia, em uma interpretação que conquistou a identificação do público e garantiu a continuação, Minha Mãe é uma Peça 2, que também foi sucesso de bilheteria.

Em 15 anos de carreira, Paulo Gustavo fez cinco peças de destaque para o teatro e também atuou na TV, com cinco programas no canal Multishow: 220 Volts – A Série, Vai Que Cola, Paulo Gustavo na Estrada, A Vila e Além da Ilha.

Paulo Gustavo casou-se em 2015 com Thales Bretas, com quem tem dois filhos: Romeu e Gael, de um ano e oito meses.


Publicado em Deixe um comentário

Morre mais uma vítima de chacina na região metropolitana do Rio

Compartilhar:

Morreu na manhã de hoje (3), no Hospital Geral de Nova Iguaçu, a paciente Bruna Silva Martins, que  foi levada à unidade de saúde após ser baleada na cabeça em um ataque a tiros em um bar no bairro de Jacutinga, no município de Mesquita, na região metropolitana do Rio.

No ataque, ocorrido durante a madrugada, quatro homens morreram no local. Segundo informações do hospital, duas pessoas que foram socorridas em Nova Iguaçu serão submetidas a cirurgia: Stephanie da Silva, ferida na mão direita, e João Carlos Teixeira, atingido na perna direita. O estado de saúde de ambos é estável.

A chacina está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. Os nomes das demais vítimas não foram divulgados.


Publicado em Deixe um comentário

Boletim ao vivo | Ministro do TST, Walmir Oliveira da Costa, morre de complicações de covid

Compartilhar:

                         Baixe o áudio
      

 

O TST decretou luto oficial de três dias. A Presidente do Tribunal e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, Ministra Maria Cristina Peduzzi, lamentou a morte do Ministro de forma tão precoce:

 

Ouça os detalhes na reportagem com Michelle Chiappa.


Publicado em Deixe um comentário

TST: Ministro Walmir Oliveira morre por complicações da covid-19

Compartilhar:

O ministro Walmir Oliveira da Costa, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), morreu hoje (28) devido a complicações de saúde provocadas pela covid-19. O magistrado tinha 63 anos e integrava o tribunal desde 2007. 

Em nota, a presidente do TST, ministra Maria Cristina Peduzzi, lamentou a morte e decretou luto oficial de três dias. “Magistrado exemplar, de posição firme, ele contribuiu e se dedicou devotadamente à magistratura e à Justiça do Trabalho. Sua vida, tanto pessoal quanto profissional, sempre foi pautada e alicerçada pela ética, pela honestidade, pelo comprometimento, pelo respeito e pelo amor à vida, à família, à carreira e aos amigos”, declarou a presidente. 

O presidente da Academia Brasileira de Direito do Trabalho, Alexandre Agra Belmonte, também considerou a morte uma perda lamentável e disse que o ministro deixará uma grande lacuna no campo do Direito. 

“Era um homem esforçado e brilhante que, desde muito jovem, dedicou-se ao direito. De antigo advogado militante, deu-se integralmente à magistratura, chegando a ministro do TST mercê de sua competência demonstrada ao longo de vários anos de convocações sucessivas”, disse Agra.