Publicado em Deixe um comentário

Flamengo vence Palmeiras e segue na luta pelo título

Compartilhar:

No duelo para saber quem ia perseguir Internacional e São Paulo na disputa do título, deu Flamengo. O Rubro-negro derrotou o Palmeiras por 2 a 0 nesta quinta-feira (21), no estádio Mané Garrincha, chegou à terceira posição, com 55 pontos, e depende apenas dos seus resultados para conquistar o Campeonato Brasileiro. O Verdão permanece na quinta colocação, com 51 pontos e se distanciou da liderança.

O jogo

A primeira chegada foi do Palmeiras. Aos três minutos, Viña recebeu pela esquerda nas costas de Isla, avançou e passou para William, que, dentro da pequena área, perdeu grande chance e chutou para fora. O Flamengo respondeu dois minutos depois com um belo lance de Arrascaeta. Isla tentou lançamento na área, a bola desviou na zaga e sobrou para o uruguaio, que emendou uma bicicleta. O goleiro Weverton fez grande defesa e salvou o Verdão.

Depois dos sustos, o Rubro-negro passou a dominar a partida, mas perdia muitas chances. Aos 11 minutos, Gabigol entrou sozinho na área, mas tentou o passe quando a melhor opção era o chute. Dois minutos depois, o camisa 9 aproveitou sobra na entrada da área e finalizou por cima do gol. Quem também desperdiçou oportunidade foi Everton Ribeiro, aos 28 minutos, que disparou da entrada da grande área, mas a bola passou à esquerda de Weverton.

O Palmeiras só respondeu aos 39 minutos, em contra-ataque com Danilo, mas a finalização não levou perigo. No fim da primeira etapa, o Flamengo chegou ao gol. O Rubro-negro pressionou a saída de bola e Everton Ribeiro subiu pela esquerda. A zaga tentou cortar e a bola sobrou para Bruno Henrique. O camisa 27 tocou para Arrascaeta, que deu um leve toque. A bola passou entre as pernas de Weverton. Na tentativa de afastar, Kuscevic chutou em cima de Luan, que mesmo “sem querer”, fez gol contra.

Precisando empatar, o Palmeiras partiu para cima no início do segundo tempo. Aos nove minutos, Raphael Veiga fez bela jogada pela esquerda e cruzou. A bola sobrou para Gabriel Menino, que, sozinho, na marca do pênalti, chutou de perna direita para fora, perdendo a melhor oportunidade do Verdão no jogo.

O Flamengo respondeu aos 11 minutos. Gabigol recebeu lançamento e chutou cruzado para grande defesa de Weverton. A arbitragem marcou impedimento, que não existiu. O Rubro-negro quase ampliou aos 27 minutos. Cobrança de falta pela esquerda e Gustavo Henrique apareceu sem marcação dentro da área para cabecear, mas acabou mandando para fora.

Mesmo atrás no placar, o Palmeiras não assustava o goleiro Hugo Souza. Na defesa, errava muito e cedia oportunidade ao Flamengo. Aos 35 minutos, Gustavo Scarpa saiu jogando errado e entregou para Bruno Henrique. Ele arriscou e Weverton salvou. Na cobrança de escanteio, o time carioca definiu a vitória. Cabeçada de Gustavo Henrique, a bola tocou em Pedro e sobrou para Pepê fuzilar o gol do Verdão.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrenta o Athletico-PR domingo (24), às 16h, na Arena da Baixada. No mesmo dia, também às 16h, o Palmeiras pega o Ceará, no Castelão.

Veja a classificação da Série A do Brasileiro.


Publicado em Deixe um comentário

Palmeiras foi o 2º melhor do mundo em 2020, atrás apenas do Bayern

Compartilhar:

Finalista na Copa do Brasil e na Libertadores, o Palmeiras foi eleito o segundo melhor clube de 2020 pela Federação Internacional de Histórias e Estáticas (IFFHS), ficando atrás apenas do Bayern de Munique (Alemanha), e à frente do Paris Saint-Germain (França), o terceiro colocado. O clube brasileiro é o único sul-americano entre os dez primeiros da lista da IFFHS, elaborada anualmente. 

O levantamento leva em conta desempenho, vitórias e respectivas pontuações em competições O Verdão somou 230, ficando 30 atrás do Bayern (260), enquanto o PSG somou 226.  Os outros clubes brasileiros no ranking mundial são Grêmio (16º colocado) e Santos (32º)

De acordo com a entidade, é a primeira vez que o time paulista alcança o segundo lugar, em 21 anos. O clube já havia ocupado a posição quando conquistou a LIbertadores de 1999.

Confira abaixo os 12 primeiros clubes do ranking mundial da IFFHS:

1º – Bayern de Munique (Alemanha ) – 260 pontos

2º- Palmeiras (Brasil) – 230 

3º – Paris Saint-Germain (França) – 226

4º – Inter de Milão (Itália) – 223

5º – Manchester City (Inglaterra) – 221

6º – Milan (Itália) -220

7º – Juventus (Itália) – 218

8º – Sevilla (Espanha) – 213

9º – Manchester United (Inglaterra) – 212

10º – Arsenal (Inglaterra) – 206

11º – Guaraní (Paraguai) – 205

12º – Rangers (Escócia) – 203


Publicado em Deixe um comentário

Palmeiras goleia Corinthians e segue sonhando com título brasileiro

Compartilhar:

Em partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, Palmeiras e Corinthians jogaram no início da noite desta segunda-feira (18) no Allianz Parque, em São Paulo. O Alviverde, com duas partidas a menos do que a maioria dos rivais da parte de cima da tabela, entrou em campo com 48 pontos em 7º lugar e tinha como objetivo vencer para se aproximar dos líderes. Já o Corinthians, sem perder desde 14 de novembro, quando foi superado pelo Atlético Mineiro por 2 a 1, queria vencer para seguir se aproximando do G-4. O Timão entrou em campo no 9º lugar com 42 pontos, oito abaixo do grupo que se classifica à Libertadores.

E quem se deu bem foi o Verdão. Ao final do primeiro tempo, o time do técnico português Abel Ferreira já fazia 2 a 0, gols do meia Raphael Veiga e do atacante Luiz Adriano. Mesmo sem marcar nenhum dos gols, o grande destaque dessa etapa do jogo foi o atacante Willian, autor dos dois passes para os gols. 

Apesar da vantagem relativamente tranquila do Palmeiras, o jogo não foi muito tranquilo. Até os 31 minutos, a partida era equilibrada com boas chances de lado a lado. Só que aos 33, veio o primeiro de Raphael Veiga, que recebeu a bola praticamente livre na entrada da área e bateu no canto esquerdo do goleiro Cássio. Para fechar a etapa inicial, Willian recebeu em profundidade, chegou antes do goleiro Cássio e rolou para o centroavante Luiz Adriano apenas empurrar para a rede. O árbitro gaúcho Jean Pierre Gonçalves, com auxílio do VAR, confirmou o gol.

Quem pensava que o Alviverde poderia tirar o pé do acelerador na etapa final errou feio. O Verdão começou o segundo tempo arrasador. Logo no primeiro minuto, o goleiro Cássio salvou em cima da linha uma finalização de Willian. E, aos dois, a rede balançou. De novo, Raphael Veiga. Na sobra de uma bola prensada entre o zagueiro Jemerson e o centroavante Luiz Adriano, o meia dá uma bomba de fora da área e estufa a rede. 

Aos 11, o volante Gabriel Menino forçou o goleiro Cássio a operar um milagre para evitar o quarto gol palmeirense. Aos 19, teve gol do Verdão com o lateral-esquerdo Vinã. Mas o lance foi anulado corretamente por impedimento. Quase no lance seguinte,  Gabriel, volante do Corinthians, recuou completamente errado e o atacante Luiz Adriano chegou para dividir com Cássio. A bola rebateu no palmeirense e foi para a rede. 

Para ter uma ideia da dimensão do resultado, em toda história do Derby Paulista, o Timão só havia sofrido quatro goleadas por 4 a 0. A última tinha sido em 2004. 

Com esse resultado, o Palmeiras subiu para o 4º lugar. O Verdão tem 51 pontos com 29 jogos disputados. O São Paulo, líder do Brasileiro, tem 57 pontos com 30 partidas jogadas. A partida atrasada é da 1ª rodada contra o Vasco da Gama, em São Paulo e será disputada no dia 26 de janeiro. 

A próxima partida do Palmeiras pelo torneio será na quinta-feira (21) contra o Flamengo no Mané Garrincha, pela 31ª rodada. Na tabela, depois da goleada, o Corinthians está em 9º lugar com 42 pontos. A partida da 31ª rodada do Timão contra o Sport em Itaquera também ocorrerá na quinta-feira. O jogo contra o Bahia, válido pela 30ª rodada, foi adiado para o dia 28 de janeiro.

Veja aqui a tabela da Série A do Campeonato Brasileiro.


Publicado em Deixe um comentário

Grêmio arranca empate com Palmeiras na abertura da 30ª rodada

Compartilhar:

O Grêmio arrancou um empate de 1 a 1 com o Palmeiras, nesta sexta-feira (15) no Allianz Parque, em São Paulo, na partida que abriu a 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o empate, o time paulista permaneceu na 6ª posição, com 48 pontos, enquanto o Tricolor foi para a 4ª posição com 50 pontos.

Palmeiras sai na frente

Jogando em casa, e motivado pela classificação para a final da Libertadores, o Verdão foi muito superior na etapa inicial, na qual conseguiu 11 finalizações, acertando três chutes na trave com os atacantes Rony, Willian e Breno Lopes.

E, de tanto tentar, o time paulista abriu o placar aos 32 minutos com o meio-campista Raphael Veiga, que chegou ao 16º gol na temporada pela equipe paulista.

Empate no final

Mas a segunda etapa se apresentou de uma forma completamente diferente, com o Grêmio assumindo as ações e pressionando até alcançar a igualdade, que veio apenas nos minutos finais. Quando, aos 42 minutos, Luiz Fernando cruza para Diego Souza fazer de cabeça. Palmeiras 1, Grêmio 1, placar final.

Na próxima rodada o Grêmio recebe o Atlético-MG na próxima quarta-feira (20). Um dia depois o Verdão visita o Flamengo no estádio do Maracanã.

Veja a tabela da Série A do Brasileiro.


Publicado em Deixe um comentário

Final da Libertadores faz CBF mudar jogos de Palmeiras e Santos

Compartilhar:

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou na noite desta quinta-feira (14) que a classificação de Palmeiras e Santos para a final da Copa Libertadores da América levou à alteração da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Como a grande decisão está programada para acontecer no dia 30 de janeiro, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, a diretoria de competições da CBF decidiu mudar os jogos do Peixe e do Verdão pelo Brasileiro programados para o dia 31 de janeiro.

Agora, o Palmeiras mede forças com o Botafogo no dia 2 de fevereiro, às 16h (horário de Brasília), no Allianz Parque, em São Paulo. Já o Santos faz o clássico com o Corinthians em 17 de fevereiro, no estádio da Vila Belmiro, em Santos.

Veja a tabela da Copa Libertadores.


Publicado em Deixe um comentário

Após sorteio, Palmeiras decidirá Copa do Brasil em casa contra Grêmio

Compartilhar:

O Palmeiras assegurou hoje (14), após sorteio na CBF, o direito de fazer o último duelo da final da Copa do Brasil, contra o Grêmio, no Allianz Parque, em São Paulo. A definição dos mandos de campo ocorreu no final da manhã, na sede da CBF, no Rio de Janeiro.  A partida de ida (primeiro jogo da final) será na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Os embates estão marcados para os dias 11 e 17 de fevereiro, mas, segundo a CBF, as datas estão sujeitas a alterações caso o Palmeiras conquiste o título da Copa Libertadores. Os horários das partidas ainda serão definidos.

O Tricolor Gaúcho busca o hexacampeonato. Já o Verdão quer chegar ao tetra.

Jogo de ida

Grêmio x Palmeiras – 11 de fevereiro ( Porto Alegre)

Jogo de volta

Palmeiras x Grêmio – 17 de fevereiro (São Paulo)

 


Publicado em Deixe um comentário

Após 20 anos, Palmeiras volta à final da Taça Libertadores

Compartilhar:

Após 20 anos, o Palmeiras voltou a uma final de Taça Libertadores. A classificação veio na noite desta terça-feira (12) mesmo com derrota por 2 a 0 para o River Plate em partida realizada no Allianz Parque, em São Paulo.

O Verdão chegou a esta partida em uma situação confortável, pois venceu o jogo de ida, realizado no estádio Libertadores de América, em Avellaneda (Buenos Aires), por 3 a 0 na última terça-feira (5).

Quinta final continental

Agora, o Palmeiras aguarda o vencedor de Santos e River Plate, que se enfrentam na próxima quarta-feira (13), para saber quem será seu adversário na grande final da competição, que acontece no dia 30 de janeiro, às 17h (horário de Brasília), no estádio do Maracanã.

O Verdão disputará sua quinta final de Libertadores. A primeira decisão foi em 1961 (quando perdeu para o Peñarol), depois chegou em 1968 (quando caiu diante do Estudiantes), a terceira foi em 1999 (quando derrotou o Asociación Deportivo Cali) e a quarta foi em 2000 (com derrota para o Boca Juniors).

Sofrimento no 1º tempo

Precisando de uma vitória, o atual vice-campeão da Libertadores assumiu desde o início o domínio do confronto. Já o Palmeiras assumia uma postura excessivamente respeitosa (com uma linha de cinco jogadores na defesa e apostando na saída rápida no contra-ataque), mas esta proposta de jogo não foi acertada, e deu aos argentinos o espaço para criar boas oportunidades.

E, após algumas boas chances, o time argentino conseguiu abrir o placar aos 28 minutos, quando o uruguaio De La Cruz cobra falta na área e Rojas sobe muito para ganhar no alto de seu compatriota Gómez para cabecear com muita força.

A partir daí o time argentino cresce ainda mais na partida, e, de tanto tentar, consegue ampliar o placar antes do intervalo. Aos 43 minutos, De La Cruz recebe na direita e cruza, Matías Suárez escora e Borré vence o goleiro Weverton.

Gol e pênalti anulados

Vem então o intervalo, e com ele a expectativa de que o Palmeiras consiga se acalmar e administrar a vantagem que construiu na partida de ida. Porém, o time paulista continua muito nervoso, e logo aos 7 minutos o ataque argentino volta a vencer o goleiro Weverton. Mas, após longa paralisação, o juiz, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), anula o gol por impedimento de Borré na jogada.

O River continua a ser o protagonista da partida. Mas, mesmo com tanta pressão, a equipe argentina acaba tendo um jogador expulso, aos 27 minutos, quando Robert Rojas acaba segurando Rony em um contra-ataque de forma irregular.

Mesmo com um homem a menos, o time argentino continua melhor, e tem um pênalti marcado a seu favor aos 29 minutos, quando Matías Suárez cai na área do Palmeiras. Montiel vai para a cobrança, mas antes de executá-la, o árbitro de vídeo chama o juiz de campo, que vai até o monitor rever o lance, e acaba anulando a infração.

A partir daí o Palmeiras conseguiu administrar a vantagem numérica para garantir a oportunidade de conquistar a Glória Eterna de mais uma edição da Libertadores da América.

Veja a tabela da Taça Libertadores.


Publicado em Deixe um comentário

Com polêmica no final, Palmeiras bate o Sport na Ilha do Retiro

Compartilhar:

Mesmo com uma equipe considerada mista, o Palmeiras foi até Recife e derrotou o Sport por 1 a 0, na abertura da 29ª rodada da Série A. A partida foi marcada por uma polêmica nos instantes finais, quando, após consultar o árbitro de vídeo (VAR), o árbitro Dyorgines José Padavani de Andrade voltou atrás da marcação de uma penalidade para os donos da casa já nos acréscimos. O gol marcado por Willian no primeiro tempo acabou sendo suficiente para a vitória, que deixa o Verdão firme no G-6, com 47 pontos, em sexto.

Envolvido na disputa da final da Copa do Brasil e na semifinal da Libertadores, o Palmeiras enviou a campo uma escalação com algumas modificações do técnico português Abel Ferreira, principalmente a improvisação do zagueiro Emerson Santos na lateral direita e a presença do pouco utilizado zagueiro chileno Benjamín Kuscevic. Na terça-feira, o time paulista pode confirmar a vaga em uma final da Libertadores depois de quase 21 anos. A equipe derrotou o River Plate no jogo de ida, em Buenos Aires, por 3 a 0.

Em Recife, o Sport tomou mais a iniciativa, mas o Palmeiras não deixou de levar perigo ao gol de Luan Polli. Patric, com algumas investidas no começo do jogo, deixou o Verdão alerta, mas não demorou para que a equipe paulista abrisse o placar. 

Aos 26 minutos, Gabriel Veron recebeu longo lançamento pela direita e cruzou rasteiro. Willian dominou já dentro da área e chutou quase sem ângulo. Com os desvio por entre as pernas do goleiro Polli, a bola acabou entrando. Foi o 18º gol do atacante na temporada. Ele é o artilheiro do time, junto com Luiz Adriano. 

A partir daí, o Palmeiras assumiu mais o controle do jogo, tanto em posse de bola quanto em número de oportunidades de gol. 

No segundo tempo, o time de Abel Ferreira esteve perto do segundo gol aos 15 minutos, quando o atacante Breno Lopes acertou a trave em uma jogada pela direita. 

O técnico Jair Ventura queimou as cinco substituições a que tinha direito, mas o Sport ainda parecia mais distante de empatar do que o Palmeiras de ampliar. A chance de ouro pareceu vir aos 49 do segundo tempo. Rony tentou o domínio com o peito dentro da área, mas a bola acabou tocando em seu braço. Depois de apitar pênalti no campo, o árbitro recorreu ao VAR e acabou voltando atrás, sob muitas reclamações dos jogadores do Sport. Ele considerou o toque de Rony involuntário.

O Palmeiras confirmou o triunfo por 1 a 0, que mantém a equipe com três vias possíveis para uma vaga na próxima edição da Libertadores: o G-6 do próprio Campeonato Brasileiro, o título da Copa do Brasil e o da Libertadores. Já o Sport segue na briga contra o rebaixamento, com 32 pontos, quatJogo terminou com pênalti anulado após consulta ao árbitro de vídeo. Verdão se mantem na briga pelo título enquanto Sport se aproxima da zona de rebaixamento. ro a mais que o primeiro integrante da zona do rebaixamento, o Bahia.


Publicado em Deixe um comentário

Palmeiras vence River Plate e está perto da final da Libertadores

Compartilhar:

O Palmeiras deu um grande passo na busca por uma vaga na final da Copa Libertadores, ao derrotar o River Plate (Argentina) por 3 a 0, na noite desta terça-feira (5) no estádio Libertadores de América, em Avellaneda (Buenos Aires), na partida de ida das semifinais.

Agora, o time paulista recebe a equipe de Marcelo Gallardo no Allianz Parque (São Paulo), na próxima terça-feira (12) a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Gol de Rony

Jogando em casa, o River começou a partida pressionando a equipe comandada pelo técnico português Abel Ferreira. Assim, a primeira oportunidade do time argentino não demora a aparecer. Logo no primeiro minuto, Borré chuta para fora com perigo após receber de Matías Suárez.

Quatro minutos depois, o atual vice-campeão da Libertadores quase abre o placar, quando Carrascal bate da pequena área para grande defesa do goleiro Weverton.

Aos 20 minutos, o River Plate tem nova oportunidade, com Borré, que chega de carrinho, mas erra na finalização.

Mas aos 26 minutos o Palmeiras finalmente conseguiu criar algo. E quando o fez, abriu o placar. Gabriel Menino recebe na direita e cruza rasteiro para o meio da área. O goleiro Armani corta errado e a bola sobra na entrada da área para Rony, que bate cruzado para marcar.

Com a desvantagem no marcador, o River se desequilibra, e aos 30 minutos Gustavo Scarpa vence novamente o goleiro Armani. Mas o gol é anulado por impedimento de Luiz Adriano, que participou da jogada.

O tempo passa, e o River Plate volta a melhorar, e a criar boas oportunidades com Matías Suárez, aos 38, e com Ignacio Fernández, que, em cobrança de falta, acerta o travessão do gol defendido por Weverton aos 43 minutos. Mas o placar permanece inalterado até o intervalo.

Domínio no segundo tempo

Se o River começou melhor a etapa inicial, o início do segundo tempo foi do Palmeiras, que marcar seu segundo gol logo no primeiro minuto. Após boa troca de passes dos jogadores do time brasileiro, Luiz Adriano recebe no meio de campo, se livra de Rojas com um giro e parte livre até a pequena área adversária, onde bate na saída do goleiro Armani. Um belo gol.

O Palmeiras passa a controlar as ações no segundo tempo. Já o River se perde, e tem um jogador expulso aos 14 minutos, quando o colombiano Carrascal agride Gabriel Menino por trás e recebe o vermelho. Na cobrança da infração, Gustavo Scarpa levanta a bola na área adversária e o uruguaio Matías Viña faz de cabeça.

Com vantagem numérica, e no placar, o Palmeiras até tentou ampliar o marcador, mas não conseguiu vencer mais a defesa do River Plate.

Veja a tabela da Copa Libertadores.


Publicado em Deixe um comentário

Libertadores: Palmeiras encara River sonhando repetir roteiro de 99

Compartilhar:

Enfrentar o River Plate em uma semifinal de Libertadores traz boas lembranças ao torcedor do Palmeiras. Em 1999, o Verdão passou pelo time argentino antes de superar o Deportivo Cali, da Colômbia, na decisão que levou o clube paulista a um inédito título sul-americano. Nesta terça-feira (5), às 21h30 (horário de Brasília), o Alviverde reencontra os Millionarios no estádio Libertadores da América, em Avellaneda, região metropolitana de Buenos Aires, no primeiro jogo do confronto que vale vaga na final. 

O atual roteiro também se assemelha ao de 21 anos atrás, com a partida de ida na Argentina e a de volta em São Paulo, na próxima terça (12), no mesmo horário. A diferença está nos palcos. Como o Monumental de Nuñez está em reforma, o River tem mandado os jogos no estádio do Independiente desde parte da fase de grupos. Já o Palmeiras sediará o segundo duelo no Allianz Parque, erguido no lugar do antigo estádio Palestra Itália, onde o Verdão recebeu e atropelou os argentinos por 3 a 0 em 1999.

Na ocasião, os paulistas foram a campo precisando vencer por dois ou mais gols de diferença, pois foram derrotados no Monumental por 1 a 0. Para o segundo jogo, Luiz Felipe Scolari, técnico do Palmeiras na época, mandou a campo: Marcos; Chiqui Arce, Roque Junior, Agnaldo e Rubens Junior; César Sampaio, Rogério, Zinho e Alex; Paulo Nunes e Oséas. Alex (duas vezes) e Roque Júnior foram os heróis da classificação contra o River, que tinha Marcelo Gallardo (atual treinador) como camisa 10.

Assim como em 1999, o Palmeiras chega para o confronto tendo campanha melhor que o rival. O Verdão, aliás, é quem possui o melhor desempenho na Libertadores entre os quatro times que seguem na disputa. São oito vitórias e dois empates, com 29 gols marcados e quatro sofridos. Já o River alcançou a semifinal após sete vitórias, dois empates e uma derrota por 3 a 0 para a LDU de Quito (Equador), na primeira rodada da fase de grupos. Os argentinos anotaram 31 gols e foram vazados nove vezes.

O elenco palmeirense viajou para Buenos Aires no último domingo (3). O técnico português Abel Ferreira – que busca repetir o feito do compatriota Jorge Jesus, campeão em 2019 pelo Flamengo – ainda não definiu a equipe. Recuperado de uma lesão na coxa direita, o atacante Gabriel Veron treinou normalmente antes do embarque e pode formar o trio ofensivo com Rony e Luiz Adriano. Outro que tem chances de retornar é o meia Zé Rafael, que perdeu os últimos dois jogos por uma infecção no pé esquerdo.

O provável Verdão terá: Weverton, Marcos Rocha (Zé Rafael), Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Danilo, Gabriel Menino e Raphael Veiga; Gabriel Veron (William), Rony e Luiz Adriano. Caso se confirme a escalação, será praticamente o mesmo time que bateu o América-MG por 2 a 0 na última quarta-feira (30), no Independência, em Belo Horizonte, e se garantiu na final da Copa do Brasil.

Ao contrário do Palmeiras, o River já estreou em 2021. No último sábado (2), a equipe empatou por 2 a 2 com o rival Boca Juniors pela Copa da Liga Argentina – que passou a se chamar Copa Diego Maradona após o falecimento do ídolo em novembro. Os atacantes Federico Girotti e Rafael Borré marcaram para os Millionarios, que podem ter três mudanças para o duelo de terça, em relação ao time que foi a campo diante do Boca.

No ataque, a expectativa é que Matías Suárez retome o posto no lugar de Lucas Beltrán. No meio, Ignacio Fernández, recuperado de uma lombalgia, está novamente à disposição e briga por um lugar com Bruno Zuculini e Nacho Fernandez. Já na defesa, Milton Casco pode reassumir a lateral esquerda na vaga de Javier Pinola, titular contra o Boca por Casco ainda não estar 100% após tratar uma contusão no posterior da coxa.

Confira a tabela completa da Libertadores.