Publicado em Deixe um comentário

Paulista: São Paulo derrota Bragantino e segue líder no Grupo B

Compartilhar:

Na abertura da 7ª rodada do Campeonato Paulista, o São Paulo derrotou o Bragantino por 1 a 0, nesta segunda-feira (12) no estádio do Morumbi, e permanece na liderança do Grupo B com 13 pontos.

Já o Massa Bruta, mesmo com o revés, permaneceu na ponta do Grupo C com 11 pontos.

Jogando em casa, o São Paulo começou melhor a partida, mantendo mais a posse de bola, mas criando poucas oportunidades claras de gol. A melhor delas saiu em cabeçada de Léo logo no início da partida após cobrança de escanteio. O Bragantino também teve muitas dificuldades, especialmente porque Crespo armou sua equipe de forma a não dar muitos espaços a Claudinho.

Na etapa final, o Tricolor chega a vencer o goleiro Cleiton logo aos 7 minutos. Porém o gol de Luciano é anulado pelo juiz, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), por causa de posição de impedimento do jogador.

Em um jogo com tão poucas oportunidades, o gol acaba saindo em uma jogada infeliz. Aos 25 minutos o lateral Reinaldo cruza a bola, que é espalmada pelo goleiro Cleiton e que acaba desviando no zagueiro Léo Ortiz antes de ir para o fundo do gol.

Após este lance, o placar permaneceu inalterado, o que garantiu o triunfo de 1 a 0 do São Paulo sobre o Bragantino.


Publicado em Deixe um comentário

Escolas municipais reiniciam hoje aulas em São Paulo

Compartilhar:

As escolas da rede municipal de São Paulo retomam hoje (12) as aulas presenciais com o fim da fase emergencial da quarentena em todo o estado. As aulas foram interrompidas no último dia 17 de março por causa da covid-19. No período, a prefeitura antecipou o recesso escolar e feriados na capital paulista. A rede privada também está autorizada a reiniciar atividades.

Na fase vermelha do planejamento estadual da quarentena, as unidades educacionais podem receber no máximo 35% dos alunos. Segundo a prefeitura, neste momento o retorno é opcional. A recomendação é que os estudantes que puderem permaneçam no sistema de ensino remoto.

A retomada das aulas presenciais atende com prioridade os estudantes filhos de profissionais de serviços essenciais: saúde, educação, assistência social, transporte público, segurança e serviço funerário. Também está previsto atendimento para os alunos com famílias em situação de vulnerabilidade.

Segundo a prefeitura, estão sendo distribuídas cestas básicas para as famílias em maior vulnerabilidade e extrema pobreza. O executivo municipal informou que serão  fornecidas 500 mil cestas com arroz, feijão, açúcar mascavo, leite, suco de frutas, além de frutas e legumes.

Vacinação

No último sábado (10), foram vacinados 50,4 mil profissionais da área da educação contra o coronavírus na capital paulista. A imunização atende aos profissionais da área com mais de 47 anos. No público geral, estão sendo vacinadas as pessoas com 67 anos. A estimativa é que 96,7 mil idosos dessa faixa sejam vacinados a partir de hoje.


Publicado em Deixe um comentário

São Paulo fará blitz educativa contra a covid-19

Compartilhar:

Entre amanhã (12) e sexta-feira (16), a prefeitura de São Paulo vai realizar blitz educativa sobre a prevenção da covid-19. As ações vão acontecer diariamente, das 7h às 9h, em várias regiões da capital.

Amanhã (12), a ação vai acontecer no centro, no cruzamento da Rua Santa Efigênia e Avenida Cásper Líbero. Já na terça-feira (13), a blitz acontece na Avenida José Maria Fernandes, cruzamento com a Rua Soldado Antônio Aparecido, na zona norte. Na quarta-feira (14), entre as ruas Rubens de Oliveira e Francisco Inácio Solano, na zona sul. Na quinta-feira (15), na Avenida do Imperador, cruzamento com a rua Flor do Espírito Santo, na zona leste. E, na sexta-feira (16), na zona oeste, na Avenida Escola Politécnica com a Rua Cineasta Alberto Cavalcanti.

Segundo a prefeitura, durante as intervenções serão exibidas mensagens de profissionais de saúde aos motoristas, ressaltando sobre a importância do uso de máscara e do distanciamento social para evitar a transmissão do vírus. Também será instalado um painel móvel com a mensagem “previna-se do coronavírus, use máscara sempre”.

A blitz tem participação da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e do Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) da Polícia Militar.


Publicado em Deixe um comentário

São Paulo goleia São Caetano por 5 a 1 no retorno do Paulista

Compartilhar:

O São Paulo goleou o São Caetano por 5 a 1, na noite deste sábado (10) no estádio do Morumbi, em partida que marcou o retorno do Campeonato Paulista após uma longa interrupção, que teve início no dia 15 de março, quando o Governo de São Paulo instituiu a Fase Emergencial, a mais restritiva no combate à disseminação do novo coronavírus (covid-19).

Com o triunfo, na partida adiantada da 11ª rodada da competição, o Tricolor assumiu a liderança do Grupo B com 10 pontos. Já o Azulão é o lanterna do Grupo D com apenas 1 ponto.

Começo arrasador

O time comandado pelo técnico argentino Hernán Crespo impôs seu domínio desde o primeiro minuto. Assim, o primeiro gol não demorou a sair, aos 4 minutos, quando o zagueiro Arboleda desvia de calcanhar um chute do lateral Reinaldo.

E o segundo surge em nova jogada de Reinaldo. Desta vez o lateral toca para o volante Nestor, que tem apenas o trabalho de bater na saída do goleiro adversário para ampliar aos 20 minutos. Nove minutos depois é o próprio Reinaldo que deixa o seu, com uma bomba que vence o goleiro Luiz. 3 a 0 para o São Paulo com menos de 30 minutos de bola rolando.

Dois minutos depois o São Caetano consegue descontar com o meia Guilherme Castro, que chuta após desatenção da defesa do Tricolor, e que conta com falha do goleiro Tiago Volpi. Mas não deu nem para comemorar muito, pois, aos 42, Daniel Alves cobra falta de forma perfeita para levar o São Paulo para o intervalo com vitória de 4 a 1.

Aos 30 minutos do segundo tempo ainda deu tempo para um dos estreantes do Tricolor deixar sua marca. O brasileiro naturalizado italiano Éder saiu do banco para dar números finais à partida. São Paulo 5, São Caetano 1.

Vitória do Massa Bruta

Quem também retomou o Paulista com vitória foi o Bragantino, que, jogando no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, superou o São Bento por 2 a 1 em partida da 9ª rodada. O Azulão Sorocabano abriu o placar com Diego Tavares, mas o Massa Bruta virou graças a gols de Ytalo e Helinho.


Publicado em Deixe um comentário

Basquete: São Paulo e Flamengo avançam na Champions League

Compartilhar:

Nas duas primeiras partidas da reta final da Champions League Américas de basquete (BCLA), o Brasil garantiu pelo menos um lugar na decisão. O São Paulo derrotou o San Lorenzo (Argentina) por 78 a 75 e o Flamengo venceu o Caballos de Coclé (Panamá) por 74 e 59, e agora as duas equipes brasileiras se enfrentam por uma vaga na final. O duelo entre os dois times acontece neste domingo, às 19h40 (horário de Brasília) no Centro Esportivo Alexis Argüello, em Manágua (Nicarágua), sede do chamado Final 8.

No jogo de abertura das quartas de final, o São Paulo teve um duelo de alto nível com o San Lorenzo, campeão das duas últimas edições da Liga das Américas, competição que precedeu a BCLA (que está na segunda edição). As duas equipes se alternaram na liderança do placar por quase todo o tempo da partida, com o São Paulo garantindo a vitória apenas na buzina final. A infiltração com cesta do armador Georginho, que colocou o Tricolor dois pontos à frente faltando cerca de 26 segundos para o fim, acabou se provando como a jogada decisiva. O jogador foi eleito o MVP (atleta mais valioso) da partida.

Na saída da quadra, Georginho mostrou-se concentrado no que ainda falta alcançar: “A equipe se entregou e defendeu muito bem e agora estamos a dois passos de conquistar nosso objetivo maior”.

O São Paulo ainda não possui um título continental no basquete. Por outro lado, o Flamengo já sabe até o que é conquistar um torneio de porte mundial como o Interclubes, vencido em 2014. Na sequência da partida do Tricolor, o Rubro-Negro entrou em quadra para encarar o campeão panamenho. Mas a equipe do Caballos de Coclé teve dificuldades, desde o início, para acompanhar o ritmo do Flamengo, líder do NBB, que fechou o primeiro quarto com vantagem de 21 a 8 e conseguiu controlar o placar durante praticamente todo o duelo, sem que a diferença caísse muito.

O Flamengo garantiu o triunfo por 74 a 59 com boas performances do ala Marquinhos e do ala-armador Luke Martinez, ambos com 14 pontos. Martínez, nascido nos Estados Unidos mas de cidadania mexicana, foi o MVP da partida.


Publicado em Deixe um comentário

São Paulo deixa fase emergencial, mas seguirá na fase vermelha

Compartilhar:

Com uma leve queda no número de novas internações, o governo de São Paulo decidiu não prorrogar a fase emergencial, que é um estágio mais restritivo e que vai se encerrar no domingo (11). No entanto, o governo paulista decidiu manter o estado na fase 1-vermelha do Plano São Paulo, onde somente serviços considerados essenciais podem funcionar. A fase 1-vermelha entra em funcionamento a partir da próxima segunda-feira (12) e vale até 18 de abril.

Desde o dia 6 de março, todo o estado de São Paulo está na fase 1-vermelha do Plano São Paulo. Mas como a taxa de isolamento não estava crescendo a níveis considerados satisfatórios, o governo endureceu ainda mais essa medida. Com isso, desde o dia 15 de março entrou em funcionamento no estado a fase emergencial, com medidas ainda mais restritivas. As aulas da rede pública foram suspensas, jogos de futebol paralisados e cultos e celebrações religiosas coletivas foram proibidos. Foi estabelecido um toque de recolher das 20h às 5h.

Apesar de avançar para a fase 1-vermelha, algumas medidas tomadas na fase emergencial serão mantidas nessa nova etapa. Cultos e celebrações religiosas coletivas, que são considerados atividades essenciais e poderiam funcionar na fase vermelha, continuarão proibidos no estado, atendendo ao que ficou decidido ontem no Supremo Tribunal Federal, em Brasília. 

Também será mantida a recomendação de escalonamento de horário de trabalho para as atividades essenciais que estão permitidas nessa etapa. Segundo o governo, continuam valendo também o toque de recolher, estabelecido entre as 20h e 5h, e a recomendação de teletrabalho.

Futebol

Já os jogos de futebol e outros esportes, que estavam proibidos desde o dia 15 de março, poderão retornar agora, ainda sem a presença de público. Também vai ser permitido que os consumidores voltem a retirar suas encomendas diretamente nos restaurantes, shoppings e comércio. O consumo ou atendimento no local, no entanto, continua proibido. Outra mudança é que será permitido a abertura de lojas de materiais de construção.

Outra alteração anunciada pelo governo é a volta às aulas. As escolas da rede pública serão reabertas e as aulas presenciais serão permitidas a partir de 14 de abril, mas o retorno será gradual, com limite de ocupação de 35%.

O Plano São Paulo é dividido em cinco fases que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul). O plano divide o estado em 17 regiões e cada uma delas é classificada em uma fase do plano, dependendo de fatores como capacidade do sistema de saúde e a evolução da epidemia.


Publicado em Deixe um comentário

Morre em São Paulo o crítico literário Alfredo Bosi

Compartilhar:

Morreu hoje (7) em São Paulo, aos 84 anos, o professor da Universidade de São Paulo (USP) e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) Alfredo Bosi. O acadêmico foi vítima de pneumonia associada à covid-19. De acordo com a ABL, em razão da pandemia do novo coronavírus, não haverá velório.

Um dos maiores críticos literários do Brasil, Bosi nasceu em São Paulo, em 26 de agosto de 1936. Foi casado com a psicóloga social, escritora e professora do Instituto de Psicologia da USP Ecléa Bosi, com quem teve dois filhos: Viviana e José Alfredo. 

Descendente de italianos, foi estudar em Florença, na Itália, logo depois de se formar em letras pela USP, em 1960. De volta ao Brasil, assumiu os cursos de língua e literatura italiana na USP. Em 1970, decidiu-se pelo ensino de literatura brasileira no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. 

Entre suas obras, estão O Ser e o Tempo da Poesia (1977, com reedição em 2000), Dialética da Colonização (1992), Literatura e Resistência (2002) e Ideologia e Contraideologia (2010).

Além de professor titular de literatura brasileira na USP, Bosi ocupou cadeira na Cátedra Brasileira de Ciências Sociais Sérgio Buarque de Holanda da Maison des Sciences de l’Homme, em Paris. Foi vice-diretor do Instituto de Estudos Avançados da USP de 1987 a 1997, e diretor nesse último ano.

“Neste momento de tristeza pela perda do amigo Alfredo Bosi, doce figura e homem de caráter, fica a certeza da permanência de sua obra, tão importante para todos nós”, disse a a acadêmica da ABL Ana Maria Machado. “Foi um intelectual dono de pensamento próprio e corajoso, capaz de análises fecundas e ousadas, apoiadas em inteligência aguda e sensibilidade para o humano. Igualmente equipado para examinar literatura e história, bem como suas interrelações, nos deu, com sua Dialética da Colonização, uma obra marcante, um dos livros fundamentais para o entendimento da cultura brasileira”, acrescentou a escritora.


Publicado em Deixe um comentário

Bolsonaro visita hoje Chapecó, Foz do Iguaçu e São Paulo

Compartilhar:

O presidente Jair Bolsonaro visitou hoje (7) o município de Chapecó, na região oeste de Santa Catarina, para conhecer o Centro Avançado de Atendimento Covid-19. A unidade foi desativada após a alta e a transferência de pacientes para outros setores.

Bolsonaro voltou a defender o tratamento off-label de infectados com covid-19. O medicamento chamado off-label é aquele prescrito pelo médico que diverge das indicações da bula. Desde o início da pandemia, no ano passado, o presidente defende o uso dessas medicações como, por exemplo, a hidroxicloroquina, que não tem eficácia científica comprovada contra a doença, mas pode ser prescrita por médicos com a concordância do paciente.

“É um direito e dever do médico, ele tem que buscar uma alternativa”, disse Bolsonaro. “Hoje têm aparecido medicamentos ainda não comprovados que estão sendo testados, e o médico tem essa liberdade, tem que ter”, completou.

Ontem (6), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu comunicado alertando sobre o uso indiscriminado de medicamentos e sobre os efeitos adversos resultados de práticas como a “falta de prescrição de acordo com as diretrizes clínicas baseadas em evidências científicas”. 

Segundo o sistema de notificações de farmacovigilância da Anvisa, o número de registros de reações adversas pelo uso da cloroquina saltou de 30 em 2019 para 242 em 2020, um aumento de mais de 800%. O medicamento também passou a encabeçar a lista dos remédios com maior número de reações adversas.

Após a parada em Chapecó, Bolsonaro segue viagem para Foz do Iguaçu (PR), onde participa de dois eventos nesta tarde. Às 14h, ele estará na solenidade de entrega da ampliação da pista de pouso e decolagem do aeroporto internacional da cidade e da inauguração do novo pátio de manobras e da duplicação da via de acesso ao aeroporto. Na sequência, participa da posse do novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira.

No fim da tarde, o presidente da República deixa Foz do Iguaçu com destino a São Paulo, onde jantará com empresários. O retorno a Brasília está previsto para 23h.

Centro de atendimento

De acordo com o prefeito de Chapecó, João Rodrigues, a estrutura do Centro Avançado de Atendimento Covid-19 foi montada em momento crítico de falta de leitos com ajuda de empresários da cidade, que doaram R$ 2,5 milhões. A unidade passou a atender no dia 24 de fevereiro como um local de passagem enquanto os pacientes aguardavam vagas em hospitais.

Agora, com a desativação, parte dos equipamentos será emprestada a outros municípios e parte será preservada no centro de eventos para o caso de uma nova onda de contágio.

Nos últimos meses, Chapecó adotou diversas medidas restritivas para conter o agravamento da pandemia de covid-19, como toque de recolher, fechamento do comércio e mais ações de fiscalização. Segundo o prefeito, a testagem rápida e o tratamento imediato também foram importantes no combate à doença.

De acordo com o boletim divulgado ontem (6), o município tem 34.116 casos confirmados e 541 óbitos por covid-19. Entre os 606 casos ativos, de pessoas que estão com doença, 187 vítimas estão internadas, sendo 121 em unidades de terapia intensiva. Com cerca de 220 mil habitantes, Chapecó já vacinou 21.023 pessoas com a primeira dose e 8.537 pessoas com a segunda dose de vacinas contra a covid-19.


Publicado em Deixe um comentário

São Paulo registra 1.389 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

Compartilhar:

Nas últimas 24 horas, o estado de São Paulo registrou 1.389 mortes por covid-19, batendo novo recorde. Segundo a secretaria estadual da Saúde, o número contabiliza dados acumulados desde o feriado da última sexta-feira (2). Em geral, o número de mortes e de novos casos costuma ser maior às terças-feiras por causa de um represamento de dados que ocorre aos finais de semana.

Até então, o maior registro havia ocorrido na última terça-feira, quando foram registradas 1.209 mortes.

O estado também contabilizou, nas últimas 24 horas, 22.794 novos casos. O recorde foi registrado na semana passada, quando foram contabilizados 26.567 novos casos em um único dia.

Com isso, o estado já soma 78.554 mortes por covid-19, com 2.554.841 casos.

Em relação aos internados, o estado vem mantendo estabilidade nos últimos dias, embora ainda em número elevado. Até ontem (5), o estado tinha 29.510 pessoas internadas, sendo que 12.963 delas estavam em estado grave, ocupando leitos de unidades de terapia intensiva (UTI). A taxa de ocupação de leitos de UTI está hoje em 90,7% no estado.

Desde o dia 6 de março, todo o estado de São Paulo está na fase 1-Vermelha do Plano São Paulo, onde somente serviços considerados essenciais podem funcionar. Mas como a taxa de isolamento não estava crescendo a níveis considerados satisfatórios, o governo decidiu endurecer ainda mais essa medida. Com isso, desde o dia 15 de março entrou em funcionamento em todo o estado a fase emergencial, com medidas ainda mais restritivas. As aulas da rede pública foram suspensas, jogos de futebol paralisados e cultos e celebrações religiosas coletivas foram proibidos. Foi estabelecido ainda um toque de recolher, das 20h às 5h. A medida, que pretende reduzir a circulação do vírus e evitar uma sobrecarga nos hospitais, fica em vigor até o dia 11 de abril.


Publicado em Deixe um comentário

Gilmar Mendes mantém decreto de São Paulo que proíbe cultos religiosos

Compartilhar:

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes negou hoje (5) pedido do PSD para suspender o decreto do estado de São Paulo que proibiu a realização de cultos religiosos como medida de prevenção à disseminação da covid-19. 

Com isso, o STF tem duas decisões conflitantes sobre a demanda. No sábado (3), o ministro Nunes Marques atendeu ao pedido de liminar feito pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure) e liberou a realização de cultos, desde que os protocolos sanitários sejam respeitados. Diante do impasse, a questão será decidida na quarta-feira (7) pelo plenário da Corte.

Em sua decisão, Gilmar Mendes afirmou que o decreto de São Paulo é necessário diante do cenário da pandemia.

“É digno de destaque que o constituinte, ao prescrever o direito de liberdade religiosa, estabeleceu inequívoca reserva de lei ao exercício dos cultos religiosos. Nesse sentido, o Inciso VI do Artigo 5º assegura ‘o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei’. Essa reserva legal, por si só, afasta qualquer compreensão no sentido de afirmar que a liberdade de realização de cultos coletivos seria absoluta”, afirmou Gilmar Mendes.

Na semana passada, o advogado-geral da União, André Mendonça, defendeu no Supremo a suspensão de decretos estaduais que proíbem a realização de cultos religiosos. Na manifestação, Mendonça diz que as medidas restritivas aplicadas durante a pandemia devem respeitar a dignidade e as liberdades fundamentais dos cidadãos.

Mendonça disse que a restrição total de atividades religiosas, mesmo sem aglomeração de pessoas, impacta o direito à liberdade de religião. “A completa interdição de atividades religiosas, traduz, em si mesma, uma medida excessivamente onerosa, porquanto poderia ser substituída por restrições parciais, voltadas a evitar situações em que haja o risco acentuado de contágio. Em outros termos, é particularmente excessiva, no ponto, a proibição irrestrita de realização de eventos religiosos”, argumentou.

Na mesma ação, o procurador-geral da República, Augusto Aras, também defendeu a suspensão do decreto de São Paulo. Aras sustentou que a Constituição assegura o direito à liberdade religiosa. Para o procurador, igrejas e templos podem funcionar, desde que sejam respeitados os protocolos sanitários contra o novo coronavírus, causador da covid-19.