Publicado em Deixe um comentário

Dólar sobe para R$ 5,67, mas cai 0,81% na semana

Compartilhar:

O dólar voltou a aproximar-se de R$ 5,70 num dia marcado por tensões em torno dos vetos no orçamento. A bolsa de valores recuou levemente, depois de duas altas seguidas.

O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (9) vendido a R$ 5,675, com alta de R$ 0,101 (+1,81%). A cotação operou em alta durante toda a sessão, mas intensificou o ritmo de alta durante a tarde. Apesar da alta de hoje, a divisa acumulou queda de 0,81% na semana.

No mercado de ações, o dia teve perdas. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 117.670 pontos, com recuo de 0,54%. O indicador chegou a ensaiar uma alta no início da tarde, mas consolidou a tendência de queda nas horas finais de negociação. Na semana, o índice subiu 2,28%.

Num dia de otimismo nos mercados internacionais, as tensões domésticas dominaram as negociações. O dólar subiu em todo o planeta, mas a valorização foi mais forte no Brasil em meio às negociações em torno dos vetos ao Orçamento Geral da União de 2021.

Aprovado com despesas obrigatórias subestimadas em R$ 26,45 bilhões, o orçamento destinou esses recursos a emendas parlamentares impositivas. A equipe econômica recomendou que o presidente Jair Bolsonaro vete alguns pontos, mas setores do Congresso pressionam pela sanção completa.

*Com informações da Reuters.


Publicado em Deixe um comentário

Mortes por covid no país aumentam 10% em uma semana

Compartilhar:

O total de vidas perdidas para a covid-19 cresceu 10% na Semana Epidemiológica 13, de 28 de março a 3 de abril. Nesse período, foram registradas 19.643 novas mortes, contra 17.798 confirmadas na semana anterior. A média móvel de mortes (total de vidas perdidas pelo número de dias) na SE 13 ficou em 2.806.

Os dados estão no Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde sobre o Coronavírus Nº 57. O documento reúne a avaliação da pasta sobre a evolução da pandemia, considerando as semanas epidemiológicas e tipo de medicação empregada por autoridades de saúde para essas situações.

A curva de mortes mostra um aumento intenso a partir do fim do mês de fevereiro. O resultado da SE 13 é quase o dobro de há um mês, quando na SE 9 foram registrados 10.104 mortes.   

Distribuição dos novos registros de óbitos (A) por covid-19 por semana epidemiológica de notificação. Brasil, 2020-21 Distribuição dos novos registros de óbitos (A) por covid-19 por semana epidemiológica de notificação. Brasil, 2020-21

Distribuição dos novos registros de óbitos (A) por covid-19 por semana epidemiológica de notificação. Brasil, 2020-21 – Divulgação/Ministério da Saúde

 

O total de novos casos confirmados, contudo, sofreu uma queda de 14%. Na Semana Epidemiológica 13 foram registrados 463.235 novos diagnósticos, contra 539.903 novas notificações de pessoas infectadas com o novo coronavírus na semana anterior.

Distribuição dos novos registros de casos por covid-19 por semana epidemiológica de notificação. Brasil, 2020-21. Distribuição dos novos registros de casos por covid-19 por semana epidemiológica de notificação. Brasil, 2020-21.

Distribuição dos novos registros de casos por covid-19 por semana epidemiológica de notificação. Brasil, 2020-21. – Divulgação/Ministério da Saúde

 

Estados

Conforme o boletim epidemiológico, um estado teve acréscimo de casos na Semana Epidemiológica 13, enquanto seis ficaram estáveis e 20 tiveram redução. O aumento ocorreu em Mato Grosso do Sul (11%). Já as quedas mais intensas ocorreram em Paraná (39%) e Goiás (38%).

Quando consideradas as mortes, o número de estados com aumento das curvas foi 14, cinco ficaram estáveis e oito tiveram diminuição em relação ao balanço da semana anterior. Os aumentos mais representativos foram registrados no Rio de Janeiro (59%) e Minas Gerais (35%). As maiores quedas aconteceram no Amazonas (26%) e Rio Grande do Norte (24%).

Mundo

O Brasil se consolidou como país com mais novas mortes e aumentou sua diferença para o segundo colocado, os Estados Unidos (5.832). Os números daqui foram mais do que o triplo das vidas perdidas nos EUA. Em seguida vêm Índia (3.071), Itália (3.068) e Polônia (2.984). 

Enquanto a curva no Brasil sobe de forma intensa, a curva de mortes nos EUA vem fazendo movimento inverso. Quando considerados números absolutos, o Brasil segue na segunda posição, atrás dos Estados Unidos (554.779).

Evolução do número de novos óbitos confirmados de covid-19 por semana epidemiológica, segundo países com maior número de óbitos. Evolução do número de novos óbitos confirmados de covid-19 por semana epidemiológica, segundo países com maior número de óbitos.

Evolução do número de novos óbitos confirmados de covid-19 por semana epidemiológica, segundo países com maior número de óbitos. – Divulgação/Ministério da Saúde

 

O Brasil deixou de ser o país com mais novos casos, liderança que foi ocupada pela Índia (513.885). Em seguida vêm Estados Unidos (452.394), Turquia (265.937) e França (233.381). Na comparação em números absolutos, o Brasil fica na segunda posição, atrás dos EUA (30,6 milhões).


Publicado em Deixe um comentário

Vendas na semana de Páscoa crescem 1,9%, diz Serasa Experian

Compartilhar:

O Indicador da Serasa Experian de Atividade do Comércio – Páscoa mostra que as vendas nacionais no varejo físico cresceu 1,9% durante a semana santa, de 29 de março a 4 de abril.

A ligeira alta acontece em relação ao índice negativo registrado ano passado (6 a 12 de abril de 2020), que chegou a 23,8%, o pior resultado de toda a série histórica, iniciada em 2007.

Índice de Atividade do Comércio - Páscoa Índice de Atividade do Comércio - Páscoa

Indicador de Atividade do Comércio – Páscoa – Serasa

As celebrações da semana santa e do domingo de Páscoa ocorreram pelo segundo ano consecutivo com medidas de restrição em todo país para evitar mais contaminações pelo novo coronavírus.

De acordo com índice, no fim de semana de Páscoa, levando em conta apenas os dias de 2 a 4 de abril de 2021, houve queda de 9,5%, com relação ao período de 10 a 12 de abril de 2020.

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, o agravamento da pandemia e as medidas de distanciamento social em muitas cidades impactaram o índice. “As pessoas precisaram se adequar para fazer as compras, uma vez que os comércios que ainda seguem abertos funcionaram em horários reduzidos. Isso fez com que os consumidores se programassem melhor durante a semana e não realizassem compras de última hora, o que acabou se refletindo nos dados das vendas”, disse.

Diferente de outros anos, em que os estoques de ovos de chocolate eram vendidos majoritariamente nos últimos três dias anteriores ao domingo de Páscoa, desta vez a maioria dos produtos típicos foi comercializada com maior antecedência.

Segundo o presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo, os estabelecimentos de Porto Alegre contabilizaram queda de até 5% nesta Páscoa. Produtos mais baratos e com menor valor foram as principais alternativas da população como aponta Cesa Longo. “Em lugar do ovo de chocolate grande, o consumidor adquiriu três ou quatro caixas de bombons ou pequenos ovos, presenteando pessoas importantes do seu convívio”, disse.

*Estagiário sob a supervisão de Kelly Oliveira.

 


Publicado em Deixe um comentário

Governo faz semana de leilões com expectativa de retorno de R$ 10 bi

Compartilhar:

O governo federal realiza entre os dias 7 e 9 deste mês uma série de leilões de aeroportos, portos e ferrovia. Chamada de “Infra Week”, a expectativa é arrecadar R$ 10 bilhões em investimentos privados com as concessões. Estão na lista 22 aeroportos, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), na Bahia, e cinco terminais portuários.

O Ministério da Infraestrutura prevê a geração de mais de 200 mil empregos, de forma direta, indireta e efeito-renda, ao longo dos contratos de arrendamento e concessões.

“No dia 7 de abril teremos o leilão de 22 aeroportos. É a mesma quantidade de todas as rodadas anteriores que já fizemos. De uma só vez. No dia 8 de abril a gente faz a Ferrovia de Integração Oeste-Leste. No dia 9, fazemos cinco terminais portuários”, explicou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

Aeroportos

Segundo o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, o resultado do leilão de 22 aeroportos pode representar mais de R$ 6,1 bilhões em investimentos. O leilão será realizado no dia 7 e envolve projetos de longo prazo, com concessões de até 30 anos.

Os leilões de 22 aeroportos serão divididos em três blocos: Sul, Norte I e Central. O Bloco Sul é formado por nove terminais: Curitiba, Bacacheri, Foz do Iguaçu e Londrina (PR), Navegantes e Joinville (SC), e Pelotas, Uruguaiana e Bagé (RS). Sete compõem o Bloco Norte I: Manaus, Tabatinga e Tefé (AM), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), e Rio Branco e Cruzeiro do Sul (AC). Mais seis formam o Bloco Central: Goiânia (GO), Palmas (TO), São Luís e Imperatriz (MA), Teresina (PI) e Petrolina (PE).

O investimento total nos três blocos supera os R$ 6 bilhões, sendo R$ 2,8 bi no Bloco Sul, R$ 1,8 bi no Bloco Central e R$ 1,4 bi no Bloco Norte. Em um único dia, o governo vai repassar a mesma quantidade de terminais aeroportuários do que o total atualmente concedido (22).

Ferrovia

No dia 8, será a vez do leilão da Fiol 1, o primeiro trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, entre Ilhéus e Caetité, na Bahia. A concessão do trecho de 537 quilômetros deve garantir R$ 3,3 bilhões de investimentos, sendo R$ 1,6 bilhão para a conclusão das obras. O prazo de concessão será de 35 anos.

A Fiol 1 é um projeto importante para o escoamento do minério de ferro produzido na região de Caetité (BA) e a produção de grãos e minério do Oeste da Bahia pelo Porto Sul, complexo portuário a ser construído nas imediações da cidade de Ilhéus (BA).

De acordo com Ministério da Infraestrutura, o governo federal trabalha para a implementação de mais dois trechos: entre Caetité (BA) e Barreiras (BA), e de Barreiras (BA) a Figueirópolis (TO), quando, futuramente, irá interligar o porto de Ilhéus a outra ferrovia: a Norte-Sul.

Portos

No dia 9, será o arrendamento de cinco terminais portuários: quatro no Porto de Itaqui (IQI03, IQI11, IQI12 e IQI13), no Maranhão, e um no Porto de Pelotas (PEL01), no Rio Grande do Sul.

Estão previstos mais de R$ 600 milhões em melhorias nesses terminais, que se somam a mais 20 áreas leiloadas desde 2019 e a 69 autorizações para implantação de Terminais de Uso Privado (TUP). Nesse período, já foram contratados R$ 10 bilhões para o setor, que, mesmo em ano de pandemia, cresceu 4,2% em 2020.

As quatro áreas no porto nordestino são voltadas ao armazenamento de granéis líquidos, de acordo com a principal vocação do empreendimento. O complexo funciona como distribuidor para as regiões Norte e Nordeste, por meio da navegação de cabotagem. No total, os quatro terminais totalizam mais de 120 mil m².

O terminal (PEL01) do porto de Pelotas (RS) é voltado para carga em geral, em especial toras de madeira, contribuindo para a cadeia logística da produção de celulose, e tem área de cerca de 23 mil m².

ANTT

Além dos 28 ativos a serem concedidos nesta semana, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realizará no dia 29 de abril o leilão da BR-153/080/414/GO/TO.

A perspectiva é de mais R$ 8 bilhões de investimentos e mais de 140 mil postos de trabalho.

Concessões

Em dois anos, o programa de concessões já leiloou 41 ativos e contratou R$ 44 bilhões em investimento – e mais R$ 13 bilhões de outorga. Em 2021, a expectativa do Palácio do Planalto é sejam concedidos mais de 50 empreendimentos, o que garantiria mais R$ 140 bilhões para o setor.

A previsão do governo é chegar ao final de 2022 com a contratação de R$ 250 bilhões em infraestrutura.


Publicado em Deixe um comentário

Hoje é Dia: Cacilda Becker completaria 100 anos nesta semana

Compartilhar:

Ela conhecia cada pedaço do palco. Como a palma das mãos, com a planta dos pés. Muito antes de o espetáculo começar, ela caminhava em círculos por aquele espaço que era como a sua casa. Passava para si mesma não apenas as próprias falas de sua personagem, mas também a de todos os colegas.

O próximo 6 de abril (terça-feira) é o dia do centenário da grande dama do teatro brasileiro Cacilda Becker. Ela morreu em 1969, com apenas 48 anos de idade, vítima de um derrame, mas deixou um legado imensurável para a cena cultural brasileira, com aproximadamente 70 espetáculos. A memória dos 100 anos da estrela é um dos principais fatos da semana que começa.

Confira a lista de datas da semana aqui

Confira todas as efemérides de abril de 2021 aqui

Ela, natural de Pirassununga (SP) e que foi para Rio de Janeiro e São Paulo conquistar o estrelato, foi a primeira atriz profissional do Brasil em uma época em que o elenco recebia apenas as próprias falas. Em entrevista para a TV Brasil, há dois anos, o neto da artista, Guilherme Becker Fleury, explica que a avó foi para a capital paulista apenas com o dinheiro da passagem.

“Ela lutou a vida inteira pela classe artística”, afirma Guilherme, que reuniu móveis e objetos da avó, do marido dela, o ator Walmor Chagas , e da irmã, Cleide Yáconis (1923-2013), para exposição ao público. O último espetáculo de Cacilda – A Espera de Godot, de Samuel Beckett – foi no ano de morte dela. Foi em uma apresentação, inclusive, que ela teve uma dor na cabeça forte e pediu ajuda da plateia. Após o primeiro ato, precisou procurar um hospital, onde faleceu.

Em 2019, o programa Fique Ligado, da TV Brasil, lembrou os 50 anos da morte da atriz. Assista:

Quando Cacilda Becker faleceu, o que causou comoção nacional, o poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu o seguinte: “A morte emendou a gramática. Morreram Cacilda Becker. Não era uma só. Eram tantas…”.  O registro do programa De Lá pra Cá (2011) explicou a trajetória da atriz e as inovações que ela trouxe para o palco. “A Cacilda tinha um tipo franzino e uma presença cênica extraordinária. Ela se transformava no palco”, recordou o diretor teatral Flávio Marinho, que chegou a assistir a dois espetáculos da atriz.

Biógrafo de Cacilda Becker, o historiador Luiz André do Prado explica que, desde a adolescência em Santos (SP), ela já demonstrava talento para a dramaturgia e dança. “Foi lá que ela foi descoberta e levada ao Teatro do Estudante, no Rio de Janeiro”, esclarece o autor de Cacilda Becker: Fúria Santa. Ele explica que depois a atriz foi para São Paulo. No programa, a crítica Barbara Heliodora explica que a atriz era um acontecimento em cena.

Confira mais sobre a vida de Cacilda Becker:   

Multiartista

Nesta semana, na quarta-feira (7), também é tempo de celebrar a memória de outro artista brasileiro que deixou saudades e morreu de forma precoce. O músico e comediante Antônio Carlos Bernardes Gomes, mais conhecido como Mussum, nasceu em 7 de abril de 1941, e completaria 80 anos de idade. Ele morreu em 1994, aos 53 anos de idade. O acervo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) traz lembranças do trapalhão que encantou o Brasil. Antes da comédia, Mussum era integrante do grupo Originais do Samba. Para saber mais daquele grupo, assista abaixo ao Samba na Gamboa:
 

Sobre a vida dele na comédia, os programas De Lá Pra Cá e Sem Censura narram a trajetória do sorriso fácil até a fama.

A semana traz outras datas inspiradoras, como o Dia da Saúde, do Jornalista, e do Braille.

Lista semanal com datas, fatos históricos e feriados (4 a 10 abril de 2021):

.cmpTableCell { max-width: 92%; } .tcols-2 > .cmpTableCell:nth-child(2n+2) {width: 15%;text-align: center;font-size: var(–fnt-titulos-1);background-color: rgba(32,192,32,.3);border-bottom: solid 1px var(–txt-color);color: var(–txt-highlight);padding: .8rem 0;border-top: dotted 1px var(–txt-color);} .tcols-2 > .cmpTableCell:nth-child(2n+1) {width: 85%;background-color: var(–txt-highlight);border-bottom: solid 1px var(–txt-color);color:var(–btn-color);} @media only screen and (max-width: 991px) { .cmpTable { padding: .8rem; border: solid 1px var(–bg-color); background-color: rgba(255,255,255,.3); } .cmpTable .cmpTableTitle { width: 100%; background-color: transparent !important; color: var(–bg-color); font-size: var(–fnt-titulos-2); padding: .8rem 0; border-bottom: dotted 1px var(–btn-color); } /* table 2 cols */ .tcols-2 .cmpTableCell { display: block; width: 100% !important; background-color: var(–txt-color); color:var(–bg-color) !important; } .tcols-2 > .cmpTableCell:nth-child(2n+2) {width: 10%;font-weight: 800;font-size: var(–fnt-titulos-1);padding: .8rem 0;text-align: left;background-color: transparent;/* border: solid 5px var(–txt-color); */border-bottom: solid 10px var(–txt-color);/* border-top-left-radius: 10px; *//* border-top-right-radius: 10px; */padding: 0.5rem;margin-bottom: 1rem;font-weight: 900;} .tcols-2 > .cmpTableCell:nth-child(2n+1) {width: 20%;font-weight: 400;font-size: var(–fnt-titulos-5);padding: 0;margin-bottom: .8rem;background-color: transparent;border: none;} } .cmpTable { –txt-color-em: #3a3; } .cmpTableCell.cmpTopics.cmpWeekEmphasis { border-bottom: solid 1px var(–txt-color-em); } .tcols-2 > .cmpTableCell.cmpWeekEmphasis:nth-child(2n+2) { width: 15%; text-align: center; font-size: var(–fnt-titulos-1); background-color: rgba(32,192,32,.7); border-bottom: solid 1px var(–txt-color); color: var(–txt-highlight); padding: .8rem 0; border-top: dotted 1px var(–txt-color-em); } @media only screen and (max-width: 991px) { .tcols-2 > .cmpTableCell.cmpWeekEmphasis:nth-child(2n+2) { width: 10%; font-weight: 800; font-size: var(–fnt-titulos-1); padding: .8rem 0; text-align: left; background-color: transparent; border-bottom: solid 10px var(–txt-color); padding: 0.5rem; margin-bottom: 1rem; font-weight: 900; } .cmpTableCell.cmpTopics.cmpWeekEmphasis { border-bottom: none; } .tcols-2 > .cmpTableCell.cmpWeekEmphasis:nth-child(2n+2) { border-top: none; }} /*–>*/

4 a 10 de abril de 2021
4

Fundação da escola de samba Unidos de Vila Isabel (75 anos)

5

Nascimento do cantor e compositor paraibano Genival Lacerda (90 anos);

Morte do esportista, músico e empresário fluminense Pedro Paulo Guise Carneiro Lopes, o Pepê (30 anos)

6

Nascimento do ilustrador letão Eli Katz, o Gil Kane (95 anos) – sua carreira englobou os períodos conhecidos como Era de Ouro e Era de Prata dos Quadrinhos

Nascimento da atriz paulista Cacilda Becker Iaconis (100 anos)

Morte do compositor, pianista e maestro russo Ígor Fiódorovitch Stravinsky (50 anos) – considerado um dos compositores mais importantes e influentes do século 20

Início da primeira Olimpíada da Era Moderna, em Atenas (125 anos)

Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento e a Paz – comemoração instituída pela 96ª sessão da Assembleia Geral da ONU na sua Resolução A/RES/67/296 de 18 de setembro de 2013

7

Nascimento do humorista, ator, músico, cantor e compositor fluminense Antônio Carlos Bernardes Gomes, o Mussum (80 anos) – integrou o quarteto humorístico Os Trapalhões e grupo de samba Os Originais do Samba

Treze crianças são assassinadas na Escola Municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, episódio conhecido como Massacre do Realengo (dez anos)

Abdicação de Dom Pedro I em favor de seu filho D. Pedro de Alcântara, futuro D. Pedro II (190 anos) – O ato marcou o fim do Primeiro Reinado e o início do período regencial no Brasil

Dia do Jornalista

Dia Mundial da Saúde – comemoração instituída por países-membros da Organização Mundial da Saúde para ser observada a partir de 1950

Fundação do Clube Náutico Capibaribe (120 anos)

8

Nascimento do músico, apresentador de TV paulista Luiz Thunderbird Fernando Duarte (60 anos)

Descoberta da supercondutividade pelo físico holandês Heike Kamerlingh Onnes (110 anos)

Criação da Universidade Federal da Bahia (UFBA) (75 anos)

Dia Nacional do Sistema Braille

Dia Mundial da Luta Contra o Câncer

Dia Internacional dos Ciganos

9

Início do programa Falando de Música, da Rádio MEC (68 anos)

10

Holanda é o primeiro país a legalizar a eutanásia (20 anos)


Publicado em Deixe um comentário

Semana Santa no Rio tem missas para fiéis, com 30% de presença

Compartilhar:

Apesar das medidas restritivas de proteção à vida, impostas pela prefeitura do Rio de Janeiro para evitar a contaminação pela covid-19, há celebrações da Semana Santa no município. A informação é da Arquidiocese do Rio.

Em todas as igrejas da capital fluminense, haverá missas às 15h, respeitadas as normas sanitárias e com 30% da capacidade para a presença de fiéis. “É a Ação Litúrgica que comemora a Paixão e Morte de Cristo”, disse a assessoria de imprensa da arquididocese.

Na Catedral Metropolitana de São Sebastião, situada no centro da cidade, a celebração é presidida pelo cardeal Dom Orani Tempesta. Os fiéis podem acompanhar também a transmissão pelas mídias sociais.

A assessoria destacou que, para evitar aglomerações, não serão realizadas nem a procissão do Senhor Morto nem a encenação do Auto da Paixão.

No domingo de Páscoa, a missa na Catedral será às 10h, mas em todas as paróquias elas seguirão seus horários tradicionais de domingo.


Publicado em Deixe um comentário

Prefeitura do Rio prorroga por mais uma semana medidas restritivas

Compartilhar:

A prefeitura do Rio de Janeiro prorrogou até a próxima sexta-feira (9) as medidas restritivas mais duras, adotadas desde a última sexta-feira (26), com o objetivo de reduzir o risco de contágio da população pela covid-19.

Apenas as escolas da rede municipal de ensino voltarão a funcionar a partir de segunda-feira (5), para atividades administrativas e, no dia 6, para ensino presencial de alunos da pré-escola e dos primeiro e segundo anos do ensino fundamental, considerados essenciais para o desenvolvimento das crianças pelo secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha. “A alfabetização é o momento mais desafiador para ser feito de forma remota”, afirmou. Segundo indicou, essas séries dependem mais do ensino presencial e as escolas seguirão protocolos sanitários rigorosos.

A partir do dia 5, também voltarão a funcionar os órgãos não essenciais da administração pública e, no dia 9, o município retorna às regras que estavam em vigor antes da adoção das medidas mais duras, com a volta de atividades de comércio e serviços.

O prefeito carioca, Eduardo Paes, explicou que o afrouxamento das medidas, previsto para vigorar a partir do dia 9, foi decidido diante da diminuição “e certo equilíbrio” na curva de identificação de pessoas com indícios de contaminação na rede de saúde.

Atendimentos

Paes explicou que a imposição de restrições foi feita com base em dados da média móvel de mortes e de internações. Mas como os óbitos refletem pessoas que se contagiaram 20 dias antes, em média, a prefeitura passou a observar o número de atendimentos na rede de saúde e emergência. Afirmou que, do ponto de vista de saúde epidemiológica, a boa notícia é que, “pela primeira vez em algumas semanas, a gente começou a ver esse número se estabilizar. Estamos otimistas e esperançosos que, ao longo dos próximos dias, esse número continue a se estabilizar e, até, a cair”.

Eduardo Paes comentou que esse número oferece previsibilidade, que é fundamental para a tomada de decisões. Se esse número tivesse caído mais, ele admitiu que as restrições poderiam ser reduzidas já a partir do dia 5. Por outro lado, o prefeito garantiu que as decisões adotadas pelo governo municipal se baseiam em dados científicos. “O que vale é a preservação de vidas”. Segundo ele, o dado apurado já é o resultado mais imediato das medidas restritivas adotadas na última semana.

Auxílio para ambulantes e futebol

Diante da continuidade do fechamento das praias, o prefeito carioca afirmou que o auxílio pago aos ambulantes que trabalham na areia da orla, no valor de R$ 500, deverá ser expandido.

Em relação aos jogos de futebol, indicou que poderão acontecer a partir do dia 9, mas sem público. “A tendência, nesse período, é que as coisas melhorem”, acrescentou Paes.


Publicado em Deixe um comentário

Em uma semana, mortes por covid-19 aumentam 14% e infectados 6%

Compartilhar:

O número de mortes por covid-19 no Brasil aumentou 14% na Semana Epidemiológica (SE) 12, de 21 a 27 de março. Neste período, foram registrados 17.798 óbitos, enquanto na semana anterior foram confirmados 15.650. A média móvel de mortes, que é o número total de óbitos na semana dividido por sete, ficou em 2.543.

As informações estão no Boletim Epidemiológico de número 56 do Ministério da Saúde sobre o novo coronavírus. O documento reúne a avaliação da pasta sobre a evolução da pandemia, considerando as semanas epidemiológicas e o tipo de medidas tomadas por autoridades de saúde.

A curva de mortes durante a pandemia mostra um aumento intenso a partir do fim do mês de fevereiro. O resultado da SE 12 é mais do que o dobro de um mês atrás, quando na SE 8 foram registrados 8.244 novos mortos.   

O número de novos casos registrados também teve uma alta, embora em menor ritmo. Na Semana Epidemiológica 12 foram registrados 539.903 novos diagnósticos, o equivalente a um acréscimo de 6% em relação à semana anterior, quando o boletim marcou 510.901 novas notificações de pessoas infectadas com o novo coronavírus.

Estados

Conforme o boletim epidemiológico, 13 estados e o Distrito Federal tiveram aumento de casos na Semana Epidemiológica 12, enquanto 9 ficaram estáveis e cinco tiveram redução. Os maiores aumentos se deram no Rio Grande do Norte (168%) e no Rio de Janeiro (51%). Já as quedas mais intensas ocorreram em Alagoas (-30%) e no Rio Grande do Sul (-19%).

Quando consideradas as mortes, o número de estados com acréscimo das curvas foi de 17, seis ficaram estáveis e quatro tiveram diminuição em relação ao balanço da semana anterior. Os aumentos mais representativos foram registrados no Espírito Santo (72%) e no Rio de Janeiro (42%). As maiores quedas aconteceram em Roraima (-25%) e Maranhão (-9%).

Mundo

O Brasil segue como o país com mais óbitos por covid-19 na semana epidemiológica 12, com 164% a mais do que o 2º colocado, os Estados Unidos (6.728). Em seguida vêm México (3.602), Itália (2.994) e Rússia (2.702). Enquanto a curva do Brasil sobe de forma intensa, a curva de mortes dos EUA vem fazendo movimento inverso. 

O Brasil também atingiu o maior número de casos nesta SE 12, alcançando um total de 539.903 casos novos. Em segundo lugar, os Estados Unidos 432.748 casos no período. Em seguida vêm Índia (372.494), França (256.654) e Turquia (186.421).

Quando considerados números absolutos de casos desde o início da pandemia, o Brasil, com 12.490.362 infectados, segue na 2ª posição, atrás dos Estados Unidos, com 30.218.683. Os Estados Unidos foram o país com maior número acumulado de óbitos (548.829), seguido de Brasil (310.550), México (201.429), Índia (161.552) e Reino Unido (126.813).

Incidência

Quando o número de casos é relacionado ao número de habitantes, dentre os países com população acima de 1 milhão de habitantes, a maior incidência foi identificada na República Tcheca (141.098,5 casos por 1 milhão habitantes), seguida pela Eslovênia (101.994,7/1 milhão hab.), Israel (96.052,1/1 milhão hab.), e Estados Unidos (91.294,4/1 milhão hab.). O Brasil apresentou uma taxa de 58.984,8 casos para cada 1 milhão de habitantes, ocupando a 27ª posição.

Em relação ao coeficiente de mortalidade, que são os óbitos por 1 milhão de habitantes, dentre os países com população acima de 1 milhão de habitantes, a República Tcheca

apresentou também apresentou maior coeficiente (2.407,1 por 1 milhão de habitantes), seguida pela Hungria (2.044,6/1 milhão hab.), Bélgica (1.973,3/1 milhão hab.), Eslovênia (1.929,4/1 milhão hab.), Bósnia e Herzegovina (1.895,9/1 milhão hab.) e Reino Unido (1.868,0/1 milhão hab.). O Brasil apresentou um coeficiente de mortalidade de 1.466,5 óbitos por 1 milhão habitantes, ocupando o 15º lugar no ranking mundial da mortalidade por covid-19.


Publicado em Deixe um comentário

Inmetro: consumidores devem ficar atendos com compras da Semana Santa

Compartilhar:

Vai fazer as compras para a Semana Santa? O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) reuniu cinco dicas para que você adquira pescados e chocolates, os produtos mais populares dessa época de forma segura.

1 – Em tempos de pandemia, prefira, sempre que possível, um estabelecimento que entregue em sua casa. Caso não conheça lojas seguras que façam vendas pelo telefone ou Internet, busque dicas com sua rede de amigos ou em grupos de bairros nas redes sociais.

2 – Após o manuseio das compras, não se esqueça de lavar suas mãos, com água e sabão. Embalagens dos produtos podem ser higienizadas com álcool 70% (gel ou líquido) ou lavadas com água e sabão.

3- Fique de olho no peso dos produtos pré-embalados. Ao adquirir peixe congelado pré-embalado, como bacalhau, por exemplo, tenha atenção para o peso líquido do pescado, que deve estar indicado, de forma clara, na rotulagem do produto. Ele também não deve considerar o peso da embalagem, nem a camada de glaciamento, que consiste na aplicação de uma fina camada externa de gelo para proteção do produto.

Produtos como ovos de chocolate, bombons, chocolates e colombas devem apresentar, de forma clara, a indicação do peso líquido na embalagem. Esta indicação deve se referir somente ao peso do produto, desconsiderando o valor da embalagem (tara) e de eventuais brindes.

No caso de ovos de páscoas a numeração desses produtos serve apenas como referência para o fabricante. “Um produto com número maior não necessariamente pesa mais: cada marca adota uma escala de tamanho diferente. O mais prudente é se orientar pela indicação do peso líquido do chocolate, que deve constar obrigatoriamente na embalagem”, alerta o Inmetro.

4 – Caso você dê a uma criança um ovo com brinquedo, fique atento, na embalagem deve estar estampada a seguinte frase: “ATENÇÃO: Contém brinquedo certificado no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade”. O brinde também apresenta o selo do Inmetro. Caso desconfie de alguma irregularidade, procure a ouvidoria do órgão pelo número: 0800 285 1818 (segunda a sexta-feira, das 9 h às 17 h) ou faça sua denúncia online.

5 – Caso saiba de algum acidente envolvendo brinquedo ou brinde, mesmo que com outra pessoa,informe ao Inmetro pelo Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo (Sinmac), preenchendo o formulário disponível.


Publicado em Deixe um comentário

Queiroga pede que população evite aglomerações durante Semana Santa

Compartilhar:

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fez um apelo nesta quarta-feira (31) para que a população evite aglomerações, usem máscaras e mantenham o distanciamento social para evitar o aumento dos casos de covid-19 durante o feriado da Semana Santa.

“Não há o que comemorar com a nossa sociedade tão fragilizada. [Vamos] usar as máscaras. Vamos começar, desde já, a adotar essas medidas sanitárias que são tão importantes quanto a vacina e as ações de assistência à saúde”, disse o ministro, durante audiência pública virtual das comissões de Seguridade Social e Família, e de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.

O ministro reiterou o que afirmou aos senadores na segunda-feira (29) sobre a necessidade de aumentar o ritmo da vacinação no país. Segundo Queiroga, o Brasil tem mais de 562 milhões doses de vacinas covid-19 contratadas para 2021. Entretanto, parte desses imunizantes está previsto para chegar ao país nos próximos meses.

“Nós temos que articular com a Organização Mundial de Saúde e com a Opas [Organização Pan-Americana da Saúde] e temos feito isso. Em relação ao [Consórcio] Covax Facility, o acordo que o Brasil fez foi de cobertura vacinal de 10% da população, é possível avançar para 20%”, afirmou o ministro. “Vamos buscar que o Covax Facility antecipe doses para cobrir essa primeira parte”.

O ministro voltou a afirmar que a pasta não pretende adotar um lockdown nacional como uma resposta para conter a disseminação do vírus.

“O Ministério da Saúde vai trabalhar fortemente para que não seja necessário o lockdown, mesmo assim, os nossos protocolos, não só em relação à conduta médica propriamente dita, mas em relações a outras questões [como] mobilidade urbana, transportes públicos, em parceria com outros ministérios, nós vamos discutir”, disse.

*Com informações da Agência Câmara