Publicado em Deixe um comentário

Covas vota acompanhado do filho e Boulos fica isolado em casa

O atual prefeito da capital paulista e candidato à reeleição, Bruno Covas, votou pouco antes do meio-dia, em um colégio na zona oeste de São Paulo. Ele foi até a zona eleitoral acompanhado de seu filho. Covas informou que passará o resto do dia em casa, de onde também acompanhará a apuração.

“Este é o dia do julgamento popular. Acredito na democracia, no povo e me submeto à decisão que o povo vai estabelecer hoje sobre quem vai governar a cidade pelos próximos quatro anos. Estou alegre e confiante na decisão”, disse.

Antes de ir às urnas, Covas acompanhou o voto da ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do governador de São Paulo, João Doria.

O candidato Guilherme Boulos não foi votar porque testou positivo para covid-19 e está isolado em casa. Segundo sua assessoria, ele passa bem.

Por volta das 8h50, ele apareceu na varanda de sua casa, no bairro do Campo Limpo, zona sul da capital, mostrando um cartaz no qual estava escrito “Vamos virar”.

Publicado em Deixe um comentário

TRE-RJ informa que paralisação de rodoviários terminou no Rio

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) comunicou que os ônibus das viações Redentor e Futuro voltaram a circular normalmente a partir das 11 horas deste domingo (29).

O órgão adiantou que o presidente do TRE-RJ, desembargador Cláudio Brandão de Oliveira, dará as informações sobre a volta dos serviços em entrevista coletiva prevista para o início da tarde.

Pela manhã, o desembargador manifestou a preocupação da Justiça Eleitoral com a regularização dos serviços para que os eleitores pudessem votar, já que a paralisação dos rodoviários teve início durante a madrugada. 

Brandão de Oliveira informou que integrantes da Polícia Federal e o juiz Luiz Márcio Pereira, designado para acompanhar as apurações, estavam no local. A PF está à frente das investigações, porque a Polícia Judiciária pode ser acionada. Para o presidente do TRE-RJ, o caso pode ser o mais grave registrado neste segundo turno até agora.

“Fomos surpreendidos pelo movimento em duas empresas de ônibus, com a informação de que os empregados estariam impedindo o deslocamento dos veículos. A  Polícia Federal foi acionada, porque há um aspecto criminal nesta negativa de prestação de serviço essencial no dia da eleição. Foi designado um juiz auxiliar que está tentando resolver a questão, para que o serviço volte de forma regular”, disse.

De acordo com o desembargador, os empregados das empresas Redentor e Futuro, estão usando o momento eleitoral para alguma reivindicação de natureza trabalhista.

“A Justiça Eleitoral não entra nesse mérito da relação de emprego dos rodoviários com concessionários. Só que o momento é absolutamente inadequado, e esse tipo de movimento, no dia da eleição, tem um impacto que vai além da relação de empregado com empregador. Tem um desdobramento que diz respeito à Justiça Eleitoral, e vamos apurar. Não poderia ser da forma como está acontecendo. A Polícia Federal já está no local e o juiz já foi designado. Se constatado crime, vamos investigar”, afirmou.

O desembargador disse que ainda está sendo definido o tipo de crime que os rodoviários cometeram ao aderiram à paralisação. “Existem possibilidades na legislação, com relação à disponibilidade do serviço público, isso tem outro contorno que já está sendo apurado pela Polícia Federal e pelo juiz auxiliar que estão lá.”

Conforme o desembargador, as empresas de ônibus do Rio ajudam na distribuição de urnas para os locais de votação, mas a paralisação não impediu que isso fosse feito e todas as urnas foram distribuídas. “Temos um plano B de contingência, caso haja negativa por parte de empregados dessas empresas.”

“Temos um convênio com a Fetranspor [Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro] e mais de 700 ônibus foram disponibilizados no primeiro turno, e agora, no segundo turno, um número menor. São várias empresas. A Fetranpor agiu de uma forma absolutamente correta conosco”, apontou.

Normalidade

Segundo o presidente do TRE-RJ, a eleição no Rio de Janeiro segue dentro da normalidade. Os protocolos de segurança estão sendo cumpridos. Com relação à segurança, ocorreram prisões em consequência de compra de voto.. A previsão é que o resultado do segundo turno seja conhecido o mais rápido possível, após o fim da votação, informou.

“O balanço até agora é de que tudo está absolutamente normal excetuados alguns problemas pontuais de prisões.”

Um homem foi preso em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, por suposta tentativa de compra de votos. As primeiras informações indicam que seria um policial militar, mas o TRE-RJ já confirmou que isso não é verdade.

O tribunal registrou ainda um pequeno incêndio em uma das duas alas da Escola Municipal Manoel de Abreu, na Pavuna, zona norte, mas sem atingir as urnas eletrônicas em funcionamento. Segundo o TRE-RJ, o problema ocorreu no ar-condicionado, “mas o fogo foi debelado e as seções eleitorais foram rearranjadas para outras salas de aula dentro da mesma escola e a votação seguiu normal”.

Publicado em Deixe um comentário

Carol Meligeni vence russa e leva primeiro título de simples no ano

A brasileira Carol Meligeni conquistou o título do ITF do Cairo (Egito) neste domingo (29). Número 405 no ranking da Associação Feminina de Tênis (WTA, sigla em inglês), a paulista de 24 anos derrotou a russa Daria Mishina – 399ª no ranking da WTA e principal cabeça de chave do torneio da Federação Internacional de Tênis (ITF). Vitória da brasileira por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/4, após duas horas e 14 minutos de jogo.

“Foi uma boa semana, de condições difíceis de jogar aqui, mas que são iguais para todo mundo. Consegui me sobressair a cada jogo, evoluir em cada partida, isso foi importante. Nesta final, atuei super bem e consegui derrotar uma menina de quem tinha perdido em Portugal há dois meses”, disse Carol, em comunicado à imprensa.

Carol Meligeni, tenista, com o troféu do ITF do Cairo Carol Meligeni, tenista, com o troféu do ITF do Cairo

Paulista Carol Meligeni, de 24 anos, faturou neste domingo (29) o título do ITF do Cairo (Egito) – Gallas Press/Divulgação

Foi o quarto título profissional de simples conquistado pela paulista, sobrinha do ex-tenista Fernando Meligeni. Antes do Cairo, ela havia sido campeã de dois ITFs em Hammamet (Tunísia) em 2016 e de um em São Paulo, no ano passado. Nas duplas, Carol obteve duas taças neste ano: as dos ITFs de Cancún (México), com a venezuelana Andrea Gámiz, e do Porto (Portugal), jogando com a espanhola Marina Bassols Ribera.

A conquista rende a Carol uma premiação de US$ 15 mil (cerca de R$ 80 mil) e 10 pontos no ranking da WTA, que será atualizado no dia 7 de dezembro. 

Dobradinha a vista?

Irmão de Carol, Felipe Meligeni decide neste domingo, às 14h (horário de Brasília), o ATP Challenger de São Paulo – disputado no Clube Hípico Santo Amaro, zona sul da capital paulista – contra o português Frederico Silva, número 203 do mundo. Felipe, 306º colocado no ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), busca o primeiro título de simples da carreira no nível Challenger. No individual, o brasileiro, de 22 anos, tem quatro conquistas em torneios ITF (nível abaixo do Challenger), sendo uma em 2018 e três no ano passado.

Ontem (28), o sobrinho de Fernando Meligeni foi campeão de duplas do torneio paulistano ao lado do venezuelano Luís Martínez. Eles derrotaram os brasileiros Fernando Romboli e Rogério Dutra Silva por 2 sets a 0, com duplo 6/3. Foi o segundo título da parceria entre Felipe e Martínez em 2020. Na semana passada, a dupla venceu o ATP Challenger de Guayaquil (Equador).

Publicado em Deixe um comentário

Lei que obriga telefônicas proteger cliente é constitucional

A lei estadual que cria obrigações e prevê sanções para empresas de telefonia com o intuito de proteger o consumidor não fere a competência privativa da União para legislar sobre telecomunicações. É justamente esse cunho consumerista que admite regulamentação concorrente pelos estados. Lei o…

Publicado em Deixe um comentário

Ministério da Justiça contabiliza 145 ocorrências e 18 prisões

Aumentou para 145 o número de ocorrências contabilizadas pelo Ministério da Justiça neste domingo (29) de eleições. Já o número de prisões e conduções, registradas até as 11h, está em 18. De acordo com relatório divulgado há pouco pelo ministério, foram apreendidos, até o momento, R$ 8,9 mil, além de cinco veículos. Há ainda 170 casos de material de campanha apreendidos, dois inquéritos policiais já instaurados e dois termos circunstanciados de ocorrências lavrados.

Das 145 ocorrências registradas, 109 foram por crimes eleitorais como boca de urna (sete), compra de votos (duas), concentração de eleitores (4), desobediência a ordens da Justiça Eleitoral (87), desordens que prejudicam os trabalhos eleitorais (8), e um caso de “atos e imputações inverídicas” (fake news). Outras 26 ocorrências se devem a indícios de desinformação sobre o processo eleitoral (também relacionado a fake news).

De acordo com relatório do Ministério da Justiça, oito incidentes de segurança pública e defesa social ocorreram no entorno de locais de votação: quatro por bloqueio de vias, um por falta de energia, um por manifestações e duas ocorrências de atendimentos de urgência e emergência.

Integrantes da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, do Ministério da Defesa, Tribunal Superior Eleitoral, representantes dos estados e de outros órgãos do governo federal têm acesso às ocorrências. A Operação Eleições 2020 conta com efetivo de 90.904 agentes e o apoio de 13.204 viaturas.

Publicado em Deixe um comentário

TSE anuncia que 364 mil eleitores justificaram ausência via e-Título

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que, no período entre 7h e 10h de hoje (29), 364.414 eleitores justificaram ausência às urnas usando o aplicativo e-Título nas 57 cidades onde há segundo turno.

Segundo a Justiça Eleitoral, o aplicativo tem funcionado “adequadamente e sem instabilidade”, diferentemente do primeiro turno, em 15 de novembro, quando o e-Título apresentou falhas, impedindo muitos eleitores de justificar ausência através da ferramenta digital.

Neste segundo turno, só consegue utilizar o e-Título quem baixou o aplicativo e se cadastrou até as 23h59 de sábado (28). A medida foi tomada para evitar a mesma sobrecarga que provocou instabilidade no sistema da Justiça Eleitoral no primeiro turno.

A justificativa pelo aplicativo no dia da eleição dispensa comprovação documental, pois o e-Título se vale do georreferenciamento presente nos celulares para certificar a ausência do eleitor.

Também é possível justificar a ausência pelo app [aplicativo] depois da votação, num prazo de 60 dias, mas nesse caso a Justiça Eleitoral pede que seja anexado algum tipo de comprovação, como uma passagem ou uma reserva de hotel, por exemplo.

Além do aplicativo, a partir de amanhã (30), pelo mesmo prazo de 60 dias, o eleitor pode também justificar sua ausência presencialmente ou na internet, por meio do portal Justifica, do TSE. 

Cada turno de votação é contabilizado como uma eleição independente pelo TSE. Caso o eleitor não justifique por três eleições seguidas, pode ficar sujeito a sanções, tendo o título de eleitor cancelado e sendo impedido, por exemplo, de fazer empréstimos em bancos públicos ou emitir documento oficial, entre outras restrições.

Publicado em Deixe um comentário

Série C: rodada tem classificações, goleadas e rebaixamento inédito

Com nove de dez jogos disputados, a penúltima rodada da primeira fase Série C do Campeonato Brasileiro teve definidas as classificações de Remo, Paysandu e Vila Nova à próxima etapa do torneio, e o rebaixamento inédito do Boa Esporte à Série D. Destaque, ainda, às goleadas de Ferroviário e Volta Redonda sobre Imperatriz e Brusque, respectivamente.

No Grupo A, está quase tudo definido. A partida-chave de ontem (28) reuniu Manaus e Remo, que jogaram na Arena da Amazônia. Os donos da casa precisavam ganhar para seguirem com chances de classificação. Mas, com dois gols relâmpagos dos atacantes Salatiel e Tcharles no início do segundo tempo, sacramentaram a vitória do Remo por 2 a 0.

O Remo foi a 30 pontos, na segunda posição da chave, assegurando vaga à sequência da competição e eliminando os manauaras – que ocupam o quinto lugar da chave, com 23 pontos. De quebra, o Azulão ajudou o rival Paysandu a também se garantir na próxima fase. Na sexta-feira (27), o Papão venceu o Botafogo-PB por 1 a 0.

Outro que se beneficiou da vitória remista foi o Vila Nova. Em quarto lugar, os goianos foram a 28 pontos com o empate por 1 a 1 com o Treze no estádio Amigão, em Campina Grande (PB), também no sábado. O meia Emanuel Biancucchi – que é primo do atacante Lionel Messi – fez para o Tigre, enquanto o atacante Gilvan marcou para o Galo da Borborema.

A partida marcou o retorno aos gramados de Marcelinho Paraíba, de 45 anos, quase nove meses após o ex-atacante de clubes como Grêmio, São Paulo e Hertha Berlim (Alemanha) anunciar a aposentadoria. O veterano do Treze entrou em campo no segundo tempo, mas saiu contundido quase 30 minutos depois.

O time de Campina Grande permanece na zona de rebaixamento – em nono lugar, com 18 pontos – e terá um confronto direto com o rival Botafogo-PB, oitavo colocado com um ponto a mais, na próxima rodada, em João Pessoa. Além da dupla paraibana, a Jacuipense-BA ainda briga para não cair, mas pode escapar já nesta segunda-feira (30) se pontuar contra o líder Santa Cruz, no estádio de Pituaçu, em Salvador. Os baianos somam 21 pontos.

Único time do grupo já rebaixado, o Imperatriz sofreu mais uma goleada no sábado. Na Arena Castelão, em Fortaleza, o time maranhense levou 7 a 0 do Ferroviário – que, com a vitória, livrou-se de qualquer possibilidade de queda à Série D. O atacante William Lira, com quatro gols, foi o protagonista do massacre. Os meias Lucas Hulk, Caíque e Vítor Xavier também balançaram as redes. O Tricolor foi a 22 pontos, em sexto lugar no grupo. O Cavalo de Aço somou apenas um ponto em 17 partidas, com 58 gols sofridos.

Cenário embolado no Grupo B

O Volta Redonda foi além. Jogando ontem (28) fora de casa, a equipe carioca aplicou 8 a 1 no Brusque. O detalhe é que o Voltaço lutava contra o rebaixamento, enquanto o Quadricolor liderava o Grupo B. Os atacantes Alef Manga (três), João Carlos (dois) e Daniel, o meia Hiroshi e o lateral Oliveira marcaram para o time aurinegro, que foi a 22 pontos e não tem mais risco de queda. O meia Marco Antônio descontou para os catarinenses.

Apesar da goleada sofrida e de não vencer há seis jogos, o Brusque segue no G-4 e ainda depende apenas de si para se classificar. Líder da chave na maior parte da primeira fase, o Quadricolor caiu para o terceiro lugar, com os mesmos 28 pontos de Londrina (1º) e Ypiranga-RS (2º), mas fica atrás pelo saldo de gols. A chave está embolada, com cinco equipes na briga por quatro vagas na sequência da competição.

Tanto Londrina quanto Ypiranga venceram os confrontos deste sábado (28) por 2 a 1 e também dependem somente dos próprios esforços na última rodada. Com gols dos atacantes Juan Matos e Douglas Santos (de bicicleta), os paranaenses bateram o Tombense – que foi às redes com o atacante Gabriel Lima. Os mineiros, que podiam ter se classificado por antecipação, desceram para quinto, fora do G-4, com os mesmos 26 pontos do Ituano. Os paulistas ficam na frente, em quarto, por terem dois gols a mais de saldo.

O Galo de Itu (SP) foi a vítima do Ypiranga. Os atacantes Neto Pessoa e Caprini marcaram para o clube de Erechim (RS), enquanto o zagueiro Sueliton descontou para o time do interior paulista, que atuou em casa. Se Londrina, Ypiranga e Brusque ganharem os respectivos compromissos na última rodada, Ituano (que encara o São Bento) e Tombense (que enfrenta o Boa Esporte) dependerão um do resultado do outro para saber quem avança.

O Boa, por sua vez, teve o rebaixamento decretado com a derrota por 1 a 0, em casa, para o São Bento. Com apenas 14 pontos e em último lugar no Grupo B, o time de Varginha (MG) vai disputar a Série D pela primeira vez em sua história. O Bentão, que balançou as redes com o atacante Coutinho, foi a 17 pontos e segue na penúltima colocação, ainda no Z-2, mas nutre esperanças de escapar da queda.

O clube de Sorocaba (SP) tem um ponto a menos que o Criciúma, que perdeu por 2 a 0 para o São José-RS, com dois gols de pênalti do goleiro Fábio – resultado que livrou os gaúchos do rebaixamento. Na última rodada, os paulistas precisam vencer o Ituano em casa e torcer para os catarinenses não derrotarem o Brusque em Criciúma (SC).

Confira a classificação da Série C do Campeonato Brasileiro.

Publicado em Deixe um comentário

Bolsonaro vota no segundo turno das eleições municipais no Rio

O presidente Jair Bolsonaro votou hoje (29), pouco depois das 10h30, no segundo turno das eleições municipais no Rio de Janeiro. A sessão eleitoral de Bolsonaro fica na Escola Municipal Rosa da Fonseca, dentro da Vila Militar, em Deodoro, na zona oeste da cidade. 

O esquema de segurança foi reforçado no local neste domingo. Por causa da presença do presidente, eleitores que votaram na escola até esse horário precisaram passar por detector de metal e revista em bolsas e mochilas.

Após desembarcar na capital carioca, o presidente foi direto para o local de votação. Antes de entrar na escola, ele cumprimentou e tirou fotos com apoiadores que o aguardavam. Bolsonaro retorna para Brasília ainda hoje e, amanhã (30), como é feriado distrital do Dia do Evangélico na capital federal, ele não tem compromissos oficiais previstos.